HERANÇA MALDITA

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Bastet em Ter Abr 07, 2015 10:23 am

Não demorou muito para o cocheiro levar os aventureiros a cidade, entre os lugares em que andaram a procura de algo especifico a cada um em particular. Deveriam se preparar para invadir a mansão abandonada, o pouco de informação que o Lord dera já era o suficiente para se manter em alerta, com as pessoas da cidade não tiveram tantas informações uteis, somente poucos comentavam ou tinham conhecimento sobre a mansão abandonada e confirmavam a historia de sua tragedia, a unica diferença era o nome da família na maioria dos comentários se referia a mansão abandonada sendo como pertencente a família Loughridge, e nenhuma informação mais útil que isso, quanto aos assaltos e sequestros o ultimo realmente teria aumentado sua ocorrência na região.

Logo que terminaram com seus preparativos, isso lhes custou quase toda a manhã, passaram na fazenda para pegar o ultimo integrante do grupo, depois disso o cocheiro seguia sem interrupções até as proximidades da mansão a viagem durou pelo menos quatro horas, em meio a isso Kss dava uma aula básica novamente de necromancia a Amaterasu, os demais estavam concentrados em seus próprios afazeres ou até mesmo tentando descansar um pouco como Trent. O cocheiro seguia uma estrada de chão batido usada em viagens por caravanas a mesma era cercada por enormes árvores. De forma brusca a carruagem parava, seus passageiros escutavam somente os passos do cocheiro até a porta da carruagem a abrindo.

- Este é o caminho para a mansão... o cocheiro apontava para uma pequena trilha na floresta que dava acesso a mansão Abandonada -A mansão fica a meia hora de caminhada seguindo por este caminho... O jovem esperava o grupo descer e pegar seus equipamentos , logo ele seguiu conduzindo a carruagem retornando a mansão do velho Lord, desejando boa sorte ao grupo.

Seguindo pela trilha o grupo se mantinha atento, pois o lugar já era perigoso por si só, não demorou muito para avistarem ao longe a mansão abandonada era uma enorme mansão de dois pisos suas varias janelas estavam fechadas o estranho era que a mesma estava em boas condições de uso a sua volta, cerca de quatro metros ela era rodeada por árvores, ninguém entendia o objetivo da construção estar ali, num lugar bem afastado de Malpetrim, sem muros, grades nada que a protegesse de uma invasão. A sua frente os aventureiros se encontravam parados, mais alguns passos já poderiam chegar a suas enormes portas de madeira dupla.

OFF:Testes de Percepção

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Ter Abr 07, 2015 12:23 pm

Percepção, resultado: +9

Kss observa a construção, mas não consegue perceber nada de útil ou significativo. Então, ele se volta para o druida e propõem:

- Bearur, você pode tomar alguma forma mais resistente e avançar comigo?

- Ambos podemos por-nos a prova para atrair qualquer perigo na surdina, enquanto nossos colegas podem retaliar em segurança de vários pontos.

- Assim, enquanto tu e eu vamos a frente, eu explodirei a porta da frontal, chamando atenção dos inimigos.

- Lisa, Amaretsu e Bassad atacarão de todos os lados a distância caso alguém surja.

- O melhor é que Trend poderá aproveitar-se para esgueirar.

- Ele pode dar um golpe falta pelas costas do inimigo, se a oportunidade surgir, mas se dermos sorte, ele poderá entrar na casa em segurança, com toda a atenção centrada em nós.
Termina o guerreiro então, aguardando as observações dos demais.

Se alguem tiver outra ideia, Kss espera e ouve. Mas, caso o grupo seja positivo, Kss avança com Bearur, com uma granada numa mão e dois frascos entre os dedos da outra mão: um óleo fumegante e um vidro de óleo.
Se nada se interpuser a eles, ele explode a porta da frente com a granada.


Última edição por Necromancer Ignaltus em Qua Abr 08, 2015 2:54 am, editado 1 vez(es)
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Pontus Maximus em Ter Abr 07, 2015 4:31 pm

Amaretsu:

-Vampiro né? Se for realmente um, ele deve esta em algum lugar do subsolo, dúvido que esteja na parte superior, seja como for temos que aproveitar a luz do dia.

Amaretsu se coloca na frente e tenta reparar em tudo em seu campo de audição e visão.

Pontus Maximus
Jogador
Jogador

Mensagens : 73
Data de inscrição : 17/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Bahamut em Qua Abr 08, 2015 9:19 am

Após sair da carruagem, o meio-demônio espreguiçou-se longamente, preparando seus equipamentos e partindo assim que os outros estavam prontos, já atento a perigos no caminho. Ao chegar ao seu destino, estranhou o fato de ver a mansão em um lugar tão afastado, sem muros ou cercas para protegê-la, além de não parecer tão abandonada assim. Analisou o local e escutou bem o plano do alquimista para dizer:

"Não acho uma boa ideia sair alarmando para o que estiver aí dentro que estamos chegando. Se for mesmo criaturas com um mínimo de inteligência, como você mesmo já suspeitou, esperariam lá dentro, preparando a nossa morte certa. Não vejo porque dar essa vantagem a eles, nós podemos ficar presos em armadilhas enquanto somos atacados... Além disso, não há como ter certeza se o que você atrair aqui pra fora será não mais do que um número pequeno do que pode estar lá dentro. Acho que os que vieram antes de nós tiveram dificuldades se "esgueirando", quem dirá entrando chutando a porta...

Os golpes fatais pelas costas funcionam melhor quando não estão esperando por eles... Mas, se quiserem mesmo seguir com esse plano, não vou me opor, aliás, estou procurando uma entrada alternativa menos utilizada agora mesmo."
avatar
Bahamut
Jogador
Jogador

Mensagens : 30
Data de inscrição : 09/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por O RPGISTA em Qua Abr 08, 2015 10:43 am

Antes homem e agora meio animal, após tantos anos vagando como um urso Bearur não sabia mais como lidar com a civilização, sua repugnância a tudo que vinha da sociedade e o mantinha longes de qualquer coisa que possuísse muros e torres, cabanas e homens armados, a ambição do homem e das ouras raças era o que iriam leva-los a decadência em breve, e quando tudo isso acontecer a natureza prevalecerá, ela sempre prevalece, nada pode deter a mãe natureza.

O meio urso olhava o pedaço de papel rasgado no chão o contrato que havia recebido e ignorado por completo, não era assunto seu, não era parte mais daquilo e não voltaria a ser, porém sua companheira de viagem, aquela que Bearur conseguia se relacionar sem ter vontade de estripar os órgãos precisava do dinheiro, ouro, prata e bronze, nada disso importava mais para ele, a natureza já lhe dava tudo o que precisava e não cobrava para isso.

Enquanto sua colega Druida seguia para a cidade, Bearur decidiu espera-la em um local próximo combinado por eles, não se sentia confortável dentro de locais desse tipo e para evitar qualquer ação sua que colocasse em risco aos dois, preferiu manter-se do lado de fora e esperar para ver o que ela havia decidido. As horaram passavam, ficou sentado em uma pedra, mesmo por baixo dos panos que usava como vestes podia-se ver os pelos grossos de tom amarronzado e as garras negras, um capuz escuro cobria seu rosto, seus olhos possuía um tom alaranjado e um focinho curto.

O homem-urso olhou para a estrada , uma carroça se aproximava, olhou para o céu e percebeu que já se passaram muitas horas, a carroça então parou a sua frente, e o rosto de Lisi apareceu na pequena janela do veículo, Bearur olhou desconfiado e demorou um pouco pra decidir até que entrou e sentou do lado da sua companheira, o homem não tomava muito banho, afinal odiava sentir seus pelos encharcados, ele exalava um odor típico dos animais e suas vestes havia uma mistura de barro e folhas, olhou para todos, mas não esbanjou reação, apenas esperou Lisi falar algo, como não se pronunciou, apenas esperou o veículo parar.

Quando isso aconteceu, todos desceram, ignorou qualquer coisa que o cocheiro havia dito andaram por alguns minutos até chegarem ao objetivo e olhou para a casa enorme e abandonada, um local como esse destruindo a bela imagem da natureza que havia antes ali, os demais começavam falar, olhou para o homem que havia pronunciado seu nome e em seguida olhou para Lisi por cima do ombro, aproximou-se dela e sussurrou com uma voz rouca e extremamente grave.

-Isso não é nossa responsabilidade, nosso dever é com a natureza e não com uma casa impregnada com a morte, posso sentir o cheiro dela daqui. Seus poderes ficarão enfraquecidos lá dentro.

avatar
O RPGISTA
Administrador
Administrador

Mensagens : 231
Data de inscrição : 20/02/2015
Idade : 30
Localização : Hellcife

http://orpgista.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qua Abr 08, 2015 12:49 pm

- Hum... você é o ladino do grupo Trent, não eu, por isso, prefiro dar ouvidos a você. Se tu indicares uma boa rota, não vejo porque não devamos segui-la. Todavia, o nosso grupo é grande, de difícil organização, terás de nos instruir. Concordou o alquimista guerreiro esperando para seguir com o plano do ladrão.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Heilel em Qua Abr 08, 2015 3:14 pm

Lisianthus desceu da carruagem, assim como seus companheiros, mas se surpreendeu quando o cocheiro voltou a conduzi-la e pouco a pouco se distanciava, abandonando-os ali.

Foram mais de 4 horas de viagem! Como aquele imbecil esperava que eles retornassem para Malpetrim após ter obtido a caixa? A pé? Além disso, algum deles poderia se ferir de modo que não pudesse cumprir o grande trajeto assim. A carruagem era imprescindível, do contrário teria trazido seu cavalo consigo.

A garota largou o grupo discutindo a melhor maneira de invadir a mansão, e correu atrás do cocheiro, atiçando o lobo para cima dele, evidentemente Outono era muito mais rápido do que uma grande carruagem puxada por alguns pangarés, e não demorou até que os alcançasse.

O lobo saltaria sobre o cocheiro para tirá-lo de cima da carruagem e jogá-lo ao chão, suas presas estariam prestes a destroçar-lhe a garganta, bastaria um comando de Lisianthus.

Assim que a Domadora de Feras o alcançasse, apontaria a besta na sua direção, dizendo:

- Alto lá, pateta! Pensa que pode nos largar assim, à mercê da própria sorte? Escute o que vou dizer, só direi uma vez: Você irá mexer essa bunda e voltar para lá, e então irá aguardar até que tenhamos completado o que viemos fazer aqui, para então nos levar de volta. Eu o matarei, agora ou mais tarde, caso não faça como digo. - Caso houvesse cooperação por parte do jovem, ela ordenaria que o lobo o soltasse, e então retornaria com ele para junto de seus companheiros.
avatar
Heilel
Moderador
Moderador

Mensagens : 501
Data de inscrição : 08/03/2015
Idade : 22
Localização : Dentro de você.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Pontus Maximus em Qua Abr 08, 2015 4:33 pm

Amaretsu:

Achava aquele mundo totalmente fora de contexto, mas tentava não ligar para as coisas que via e ouvia, um homem-urso? isso esta cada vez mais esquisito, mas tento não ligar para "pequenos detalhes".

-Por mim tudo bem Trent vamos com você, e é uma pena eu não ter nem ao menos minha submetralhadora comigo, ajudaria muito em lugares apertados, mas enfim deixa pra lá, vamos indo então.

Pontus Maximus
Jogador
Jogador

Mensagens : 73
Data de inscrição : 17/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Bastet em Qui Abr 09, 2015 1:00 am

logo apos o grupo descer da carruagem e ver o cocheiro partindo seguiram pela trilha até a mansão, Lisianthus por sua vez não estava nada contente com sua carona partindo, tratou de segui-lo até uma considerável distancia seu companheiro animal conseguia derrubar o cocheiro pego de surpresa quando a criatura o alcançou, ela não perdeu muito de seu tempo e foi tirar satisfação com o infeliz que temendo por sua vida concordou em espera-los, mas primeiro a jovem teria de tirar seu companheiro de coima dele, quando ela o fez o cocheiro levantou-se tirou a poeira da roupa e sentou-se no degrau da carruagem-Eu vou espera-los por apenas duas horas, se passar deste horário vocês já não vão me encontrar mais aqui...
Enquanto os demais do grupo já em frente a mansão preparavam sua melhor estrategia de invasão, Trent com seus sentidos apurados percebe que algo realmente estava errado, assim como a jovem Bassad, por instintos de batalha conseguiam se desviar na ultima hora sendo acertados de raspão por flechas vindo de arqueiros que estavam escondidos entre as árvores que cercavam a casa, com toda certeza ali era uma emboscada já preparada, já os demais eram pegos de surpresa, devido a falta de atenção ou presos a planos de invasão.

OFF: Rolar Iniciativa caso queiram lutar ou podem ficar parado, para morrer com as flechas.
Teste Fortitude CD18 para todos, e descontem os PVs.
Distancia:

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qui Abr 09, 2015 7:52 am

Kss estava atento para Trent, mas com a guarda tragicamente baixa.

Subitamente, uma flecha passa por ele, deixando-o por alguma boa vontade de Nimb. Todavia, uma segunda seta o atinge, atravessando o couro de sua armadura e cravando-lhe nas carnes.

-4Pvs

- Uuuugh... !, gemeu em dor, amaldiçoando por não ter pensado em planejar à aproximação mais cuidadosa do seu grupo. Um erro vergonhoso. Confiara em seu raciocínio, esquecendo do pior tipo de inimigo: o homem.

De salto, o guerreiro pisa em direção estratégica, porém, a sensação de seus músculos o atingem, procurando força-lo a permanece rum alvo fácil. Por sorte, seu trabalho com venenos o tornara forte para repugnar com maior determinação os tóxicos.

"Grato, mestre Benignus.", pensou em humildade aos ensinamentos com venenos naturais e imunização do bom invocador halfling da Academia Arcana.

Tendo escapado de dois de três golpes estratégicos que o deixaram invejoso, Kss moveu-se com sua mente veloz:

1º: O seu tanker, Bearur, estava ferido, mas, aparentemente, não havia ficado paralisado.

2º: Amaretsu e  Sivanore foram atingidos também, só que, visivelmente, não pareciam sentir o efeito do veneno.  

3º: Trent tinha uma boa proteção, agora estava pronto para o combate.

4º: Muitos atiradores; amaldiçoou-se numa fração de segundo por não ter trazido bombas de fumaça.

5º: A sua ranger estava longe de ser vista.

6º: Aqueles que se mantinham de pé seriam os novos alvos das setas venenosas.

Assim, o guerreiro alquimio agiu ligeiro: Kss jogou-se atrás do imenso corpanzil de Bearur em sua forma de urso, aproveitando da sua cobertura temporária,  e atacou o inimigo com uma de suas bombas; era uma distância longa, mas ele tinha certeza que poderia atingir.

Gasta uma ação de movimento e um ataque de granada+9, rolando 18, -4 pelo alvo estar a 9m, fica 23 contra CA17, rolando dano de 4d6+3.


Última edição por Necromancer Ignaltus em Sab Abr 11, 2015 10:23 am, editado 6 vez(es)
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Pontus Maximus em Qui Abr 09, 2015 4:30 pm

Amaretsu:

Sinto algo parar na minha armadura de couro batido, foi então que percebi que era uma emboscada, tenho que revidar e rápido procurar cobertura e contra-atacar.

Saltando rapidamente para um dos lados eu busco por abrigo, quando eu encontro eu saco meu arco curto na esperança de acerta alguem, e espero o próximo disparo deles, assim eles entregarão sua posição.

OFF: Movimento+Sacar Arma= Ataco no próximo turno com uma flecha.

Pontus Maximus
Jogador
Jogador

Mensagens : 73
Data de inscrição : 17/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Heilel em Sex Abr 10, 2015 12:42 pm

- Duas horas? Dá e sobra. - Satisfeita, Lisianthus afagou as folhas do lobo que constituíam a sua "pelagem", seus companheiros a essa altura já deviam estar abordando a casa e ela ainda estava ali, sentindo a brisa rarefeita nos cabelos e acariciando Outono, era melhor se apressar.

Pendurando a besta de volta às costas e dando uma última encarada com cara de pouco amiga na direção do cocheiro, a mercenária partiu através da trilha correndo com o vigor da juventude, mandou Outono ir na frente, ela o alcançaria mais tarde.
avatar
Heilel
Moderador
Moderador

Mensagens : 501
Data de inscrição : 08/03/2015
Idade : 22
Localização : Dentro de você.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Sivanore em Sex Abr 10, 2015 11:16 pm

A flecha ainda pegou de raspão na coxa de Bassad enquanto ela se esquivava. Ela olhou rapidamente para conferir se seus companheiros estavam bem – mesmo o falante alquimista – e buscou imediatamente abrigo entre as árvores, com as castanholas em mãos, na espera que eles agissem novamente para que ela pudesse certificar-se da posição deles.
avatar
Sivanore
Jogador
Jogador

Mensagens : 22
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Bahamut em Sab Abr 11, 2015 10:03 am

Se é que ainda havia dúvidas de que o velho estaria tramando algo, aquele ataque pré-meditado não contribuía muito para afastar esses pensamentos, muito pelo contrário. No entanto, não teve muito tempo para pensar nisso pois uma flecha o acertou em cheio.

"..."

O caos tomava contava. Precisavam de tempo.

Tocando uma flecha na sua aljava, ele conjura aquilo que era uma benção-maldição do seu sangue sujo. Como uma pena negra de corvo, a escuridão toma conta da área.
avatar
Bahamut
Jogador
Jogador

Mensagens : 30
Data de inscrição : 09/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por O RPGISTA em Sab Abr 11, 2015 11:08 am

Ao sentir a flecha perfurar sua pele Bearur urra, retira o projetil e olha em volta, não viu sinal da Lisanthus e as flechas vinham da floresta, cheirou a ponta da flecha havia um veneno, um veneno natural, não podia identificar de imediato qual seria.

-MALDITOS TRAIDORES DA MÃE NATUREZA.

Bearur berrou em ódio e tomou sua forma de urso gigante, de pelo escuro e olhos vermelhos em fúria, após tomar sua forma, correu na direção do primeiro alvo que pudesse identificar pelo seu faro e pelos seus olhos de urso.



[off- forma selvagem com tamanho grande e brutalidade recebendo 8 na força-ação padrão e uma ação de movimento para me aproxima do alvo mais próximo de Bearur.]
avatar
O RPGISTA
Administrador
Administrador

Mensagens : 231
Data de inscrição : 20/02/2015
Idade : 30
Localização : Hellcife

http://orpgista.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Bastet em Dom Abr 12, 2015 12:23 am

Os  arqueiros não esperavam, que o grupo sobrevivesse ao ataque, a estrategia de emboscada sempre se mostrou eficiente. Em meio ao caos inicial que os arqueiros haviam proporcionado ao o grupo kss foi o primeiro a dar uma resposta eficiente contra os arqueiros, fazendo uso de suas granadas atingia em cheio um de seus inimigos que em desespero tentava se recompor e voltar sua atenção ao combate, logo apos ser acertado ele ordenava seu companheiro se afastar quatro metros para dentro da floresta a fim de não ser acertado pelas granadas só lhe dando cobertura. Os arqueiros apareciam entre as árvores estavam a cercar o grupo entre os limites das árvores que rodeava a casa. Suas vestes eram de um verde escuro afim de mesclar-se a natureza local, agora com arcos em punhos estavam preparados para mais um ataque, o que chamou a atenção de todos era o simbolo que os arqueiros carregavam em seu peito era um polígono de sete lados, com uma naja vertendo veneno pelas presas.

Amaretsu procurou por abrigo em vão ela percebeu que estava cercada e o melhor lugar para fujir ironicamente seria para dentro da mansão, sem ter para onde seguir ela pegava seu arco se preparando para a luta, já a nove metros do grupo os arqueiros comunicavam -se entre si em draconico, o grupo contava com dois arqueiros na esquerda sendo que um deles já estava ferido e três arqueiros a direita do grupo, assim começava novamente mais um ataque, onde o ferido da esquerda pegava sua espada dando suas flechas para seu companheiro, o mesmo aconteceu com o grupo a direita  os outros dois pegavam suas espadas e entregavam suas flechas ao arqueiro que lhes daria um apoio a distancia. No momento não avançaram contra o grupo, estavam esperado caçador invisível para  entrar em uma luta corpo a corpo, teriam em mente um ataque centrado em apenas um aventureiro era a forma mais fácil, eficiente e cruel de eliminar o inimigo. Tinham um objetivo em mente que sempre foi matar ou debilitar o grupo invasor nem que isso custasse suas vidas. O arqueiro da esquerda do grupo dava um assobio permitindo ao caçador invisível atacar o grupo assim que os alcançassem.

Em meio ao ataque inicial Trent foi forçado a usar de sua habilidade racial, que por sinal lhe dava mais uma vantagem naquele momento o raio da escuridão conjurada por ele pegava boa parte da porta da mansão se alastrava até seis metros antes dos arqueiros que se viram agora obrigados a mudar suas estrategias perante aquela ação inesperada. Eles por sua vez permaneciam a esperar, caberia o caçador adentrar na escuridão e fazer seu trabalho os forçando a sair de sua proteção temporária. Bassad também foi outra que se viu presa não tinha para onde fugir, via seus agressores a sua volta, estavam em sincronia planejando outro ataque, foi que sem aviso ela e seu bando era envolta por uma esfera de escuridão os protegendo dos arqueiros, caberia a ela decidir o que fazer o mais rápido possível em meio a escuridão e  ficar parada ali logo seria um suicídio para todos.

Bearur usava de suas habilidades e partia de encontro ao arqueiro ferido por kss sua furia o cegava naquele momento saia da proteção que Trent conjurava. Enquanto isso Lisianthus já estava a caminho da casa mandou seu companheiro na não foi uma boa ideia mandar seu animal assim sozinho já na entrada da área que cercava a mansão ele se deparava com alguma coisa, seus extintos o mantinha em alerta, com seus latidos anunciava que algo estava a se mover em direção a escuridão conjurada por Trent.

OFF:
Arqueriro A (esquerda) 37/24
Arqueiro B (esquerda) 37/37
Arqueiro C (Direita) 37/37
Arqueriro D (Direita)37/37
Arqueriro  E (Direita)37/37
Iniciativa:
Kiss
Amaretsu
caçador Invisivel
Arqueiros
Bahamut
Sivanore
Tedd
OFF:
Arqueiros continuam a 9 metros do grupo, menos o Arqueiro B que esta agora a 13 metros do grupo, quem atacou até agora foi somente os dois arqueiros, o caçador ainda não se aproximou do grupo (Antes da palhaçada do choro de faro ou qualquer outra habilidade adivinha, Outono o achou, só não ataquei com o companheiro animal, pq não sou eu quem controla o cachorro e também para evitar choros desnecessários, vai que eu mate o Outono). E sim a magia pega boa parte da entrada da mansão, e não tem nenhuma passagem alternativa, secreta nessa primeira parte da mansãomais algum duvida que eu esqueci de comentar aqui pode perguntar na área off.
Bjs..
.

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Dom Abr 12, 2015 9:26 am

Bearur rugia, com o alquimista ao reboque. Flechas assobiando sobre eles, mas escapando-lhes. Agora estavam na ofensiva.

Logo atrás um sombra surgiu cobrindo os companheiros de Kss. Algum dos conjuradores fez bem das suas.

O inimigo falava em draconico, para esconder suas estratégias. Essa é uma língua de magia, algo fácil para o estudioso ali reconhecer: os arqueiros se manteriam atrás enquanto seus parceiros resolviam atacar como espadachins.

"Tudo bem", pensou ao lado Bearur, "posso jogar de tanker sem problemas", concluiu para si, encarando os dois espadachins e o arqueiro atrás.

Enquanto Bearur liberava sua fúria, o alquimista tratou de proteger-lhe o flanco exposto:

1º movimento: acompanhou Bearur contra o flanco esquerdo, cujo um dos alvos se afastava;

2º movimento: usando a mão livre, ataca com a bolsa de cola o inimigo mais próximo.

Só caso consiga prender o alvo, Kss faz um 3º movimento, deixando cair os dois frascos da mão esquerda, que tinha no inicio da cena, aos pés do inimigo retido. Assim, causando dano dobrado pelo frasco de fogo fumegante, graças ao frasco de óleo inflamável, que pode queimar por duas rodadas: 8d6 de dano por fogo na 1º rodada e 2d6 na segunda (ou 4d6x2 na 1º e 1d6x2 na 2º).
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Pontus Maximus em Dom Abr 12, 2015 3:52 pm

Amaretsu:

-Estão usando feitiços? Não importa.

Buscando uma melhor posição possivel eu disparo uma das minhas flechas no vagabundo, não faço muita ideia do que seja aquele simbolo em seus peitos e nem me importo com isso, se as flechas não resolverem conheço outro jeito que dará certo.

Pontus Maximus
Jogador
Jogador

Mensagens : 73
Data de inscrição : 17/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Bahamut em Qua Abr 15, 2015 10:16 am

Deixando a flecha enfeitiçada no chão em uma posição estratégica e sacando suas cimitarras, Trent move-se na direção da porta. Estava atento a barulhos de movimentação, preparando-se para mover mais silenciosamente caso escutasse alguém no seu caminho, contornando furtivamente sem atrair atenção para si. Parecia que os outros já estavam combatendo os inimigos em um dos lados, o que já cuidava de um problema anterior: o de estarem cercados. Gostaria muito de esfaquear alguém pelas costas naquela escuridão sem que ela sequer desse conta dele antes do golpe fatal, mas ainda poderia haver aliados seus por ali...
avatar
Bahamut
Jogador
Jogador

Mensagens : 30
Data de inscrição : 09/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Heilel em Qua Abr 15, 2015 2:56 pm

Outono nada fez, o lobo apenas sentou sobre as patas traseiras e esperou por Lisianthus, fitava a escuridão adiante e seus instintos pediam que não fosse para lá. As orelhas se moviam de um lado ao outro, captando os sons da batalha que acontecia perto dali.
avatar
Heilel
Moderador
Moderador

Mensagens : 501
Data de inscrição : 08/03/2015
Idade : 22
Localização : Dentro de você.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Sivanore em Qua Abr 15, 2015 11:49 pm

Bassad ergueu levemente as mãos e tocou as castanholas, batendo ritmicamente os pés no chão enquanto movia-se em direção a mansão, inicialmente apenas ao ritmo da música, mas, quando acabou de bater, moveu-se o mais rápido que pôde.

Movimentos: Magia [ Causar Medo ] Alvo: Arqueiro mais próximo ; Movimento.
avatar
Sivanore
Jogador
Jogador

Mensagens : 22
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Bastet em Qui Abr 16, 2015 8:22 am

kss já atacava novamente, sabendo da posição dos inimigos e melhor ainda os vendo ficava mais fácil o combate, sem demora o Alquimista joga sua bolsa de cola errando do seu alvo (Arqueiro A), estava ele dando apoio ao grande urso em combate. Amaretsu por sua vez saia de esfera negra que os protegia já atacando o mesmo alvo que Kss teria errado, ela com apenas um disparo conseguia acertar o maldito arqueiro (A) de raspão.

Outono permanecia sentado tinha parado de latir mas isso já não impedia seu agressor em ataca-lo quem tivesse prestando atenção ao combate apenas veria  Outono desviar do ataque de alguém invisível. Já vendo a movimentação do grupo inimigo os arqueiros partiam para o ataque, o da esquerda aquele no qual o Kss errou a bolsa de cola chegava a sua frente e ja desferia um golpe com sua espada acertava em cheio o peito do Alquimista, ao ver a cena ele apenas sorria de satisfação acenava para seu apoio atacar a outra jovem e assim o Arqueiro (B) o fez mirou em Amaretsu tentaria dar uma boa tarde de sono a jovem no final seu disparo nem chegou alcança-la errava e feio do seu alvo impaciente o arqueiro se afastava mais três metros temia por sua vida.

já do outro lado um dos Arqueiros  avançava para dentro da esfera, ele viu Bassad conjurar uma magia em vão logo ele partiu para o ataque de forma violenta seguiu desferindo ataques contra Bassad errando todos isso acabou o irritando, teria que tirar aqueles dois de dentro da esfera para ganhar o apoio do arqueiro do lado de fora. o Arqueiro (D) mandava o arqueiro (E) ficar em sua posição para dar apoio aos demais enquanto ele corria pela estrada em busca de apoio para enfrentar o grupo, em meio a correria ele se depara com Lisianthus no meio do caminho, não acreditava de onde estava vindo tantos invasores, o arqueiro se preparou para o combate com a Druida a encarou com armas em punho, já Trent se mantinha atento ao combate perto da porta percebeu que dentro da casa não havia nenhum movimento naquela parte da entrada.  No lado esquerdo Bearur junto aos demais atacava o Arqueiro (A) o mesmo consegua desviar das garras do urso só não teve chances contra a mordida violenta da criatura, quando foi acertado sentiu por um momento que seu grupo estava disperso demais tentaria ganhar tempo com os três para que seu companheiro os paralisasse.

OFF:
Arqueriro A (esquerda) 37/04     [Corpo a corpo]
Arqueiro B (esquerda) 37/37      [Distancia]
Arqueiro C (Direita) 37/37          [Corpo a corpo na esfera]
Arqueriro D (Direita)37/37          [com a Druida]
Arqueriro  E (Direita)37/37         [Distancia]
Iniciativa:
Kiss
Amaretsu
Caçador Invisível
Arqueiros
Trent
Bassad
Outono
Tedd
OFF:
Heilel já tira tua iniciativa e ataque assim como o ataque do cachorro se ele for atacar o caçador invisível.

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Pontus Maximus em Qui Abr 16, 2015 4:16 pm

Amaretsu:

Procurando mais uma vez por uma posição estratégica que me desse alguma proteção eu me preparava para atirar mais uma vez, que tipo de Tesouro essa mansão tem?

Pontus Maximus
Jogador
Jogador

Mensagens : 73
Data de inscrição : 17/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qui Abr 16, 2015 6:55 pm

A lâmina feriu sobre a armadura de couro, perfurando e lambendo a carne do alquimista maldito; "Um bom golpe, mas triste e inútil", pensou o guerreiro alquimio.

Kss encara seu adversário e o Vaga-lume dança no campo de batalha: seus dedos se abrem e enquanto a gravidade puxa os dois fracos que tinham mantido desde que chegou ali, o soldado dá um salto para o lado, já apanhando uma granada e a usando contra o espaço adiante em que ocupava, engolindo 3 metros numa nova explosão.

1º movimento: estando ambos corpo-a-corpo, Kss deixa cair os 2 frascos (fogo fumegante e óleo inflamável), causando uma pira ali de 8d6 na 1º rodada e 4d6 na 2º, pelo fogo;

2º movimento: se move adiante, tomando + 3m, ficando 4,5m do ponto de impacto;

3º ataque: usa Saque Rápido, lançando uma granada contra a área em que deixou (CA5), na qual está o espadachim; caso não saia dela sofrera o dano pertinente.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por O RPGISTA em Qui Abr 16, 2015 7:43 pm

Percebendo que havia machucado bastante o arqueiro, Bearur urra mostrando toda a sua fúria e indignação por estar passando por aquilo, sabia que ele estava fraco e poderia ser morto por qualquer um que estivesse perto dele e sem pensar duas vezes partiu em investida para cima do arqueiro seguinte que conseguisse ver, as arvores,terreno e arbustos não eram nada para o druida metamorfo.

[Off-Ação de ataque no Arqueiro seguinte que Bearur puder localizar atacando com uma mordida e duas garras]
avatar
O RPGISTA
Administrador
Administrador

Mensagens : 231
Data de inscrição : 20/02/2015
Idade : 30
Localização : Hellcife

http://orpgista.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 2 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum