HERANÇA MALDITA: REQUEST

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Sex Maio 22, 2015 12:11 pm

HERANÇA MALDITA: REQUEST


Em uma velha estrebaria local, ponto malfadadamente fora do interesse de quem se vai ou sai da capital da aventura. O lugar deslocado em relação a Malpetrim, mas longe suficiente para longe dos olhares de legionários tapistianos, tornou-se ponto de referência para a resistência durante e após as Guerras Tauricas.

Um grupo, o vosso grupo, se encontrava um pouco a contragosto de certa companhia. Ele é formado por: um imenso orc como um ogro, uma humana recoberta por um manto simples , mas carregando uma aljava estufada de flechas de caça, uma destacável manhosa moreal gata de cor branca-silvaria, um minotauro modesto, mas de corpo escultural.

Todos estavam ali de passagem na noite anterior, amando de um certo Lorde Farnwell, iriam de carruagem até a propriedade abandonada da família reaver uma memória deixada pela irmã do tal Lorde, assassinada em meio a aproximação surpresa dos legionários de Tapista no início das Guerras Tauricas. Todavia, ao darem uma parada estratégica, foram atacados pelo sujeito misterioso, que os nocauteou com uma estranha forma de alquimia.


Assim, retendo a carruagem que os transportava, ele e mais alguns companheiros cansados, com ferimentos óbvios de flechas e cortes de espada, interrogou o cocheiro diante de vos, fazendo-o contar sobre como havia trazido todas as semanas aventureiros para desaparecerem naquela mesma demanda. O sujeito enigmático exibiu ainda muitas informações e pedidos por desaparecidos na estrebaria em que se encontravam agora. E mais, a sua ligação com o mesmo contratante que vos.

Tudo estava claro, vos haviam entrando na mesma artimanha que muitos outros antes. Apesar que quem os avisara não fizera tanto por criar uma relação de confiança, por causa de seus métodos bem questionáveis: nocauteando-os.

Hoje, ainda na companhia do tal sujeito, algo semelhante a um humano: um homem  pálido, de ares de doente, mas de olhar feroz em que vigia algo além do presente, enquanto que as pontas dos dentes brancos como cal eram afiadas como se ele mesmo o tivesse feito, os cabelos são descoloridos como se algo os tivesse manchado. Suas roupas também são estranhas: trajava roupas de um artesão alquimista, mas junto a diversos cintos repletos de posologias estranhas, tem uma armadura de couro repleta de um designe que lembra garras e bocarras monstruosas. Um manto oleado e uma bolsa de freixo de dentes completa a esquisitice humana.


Ali, logo no início da manhã, o cardápio reservado era regado a frutos do mar, abundantes na região da costa. Com pão quente saindo do forno de pedra e peixe do litoral sendo frito, o aroma de caldo fumegante da panela que anima estômagos que precisarão de energia para correr entre setas, segurar monstros com armadura e escudo, lançar magias e desarmar armadilhas, um homem pálido com cabelos descoloridos aguarda cercado por figuras variadas e insones pelo raiar cedo. Despertos, mas não cansados, todos obrigados a dormir cedo por um golpe de traição do sujeito que batizara a sopa com um sonífero (não aquele sujeito não fazia nada para ser mais confiável). Tudo para o melhor preparo para o dia. Embora ninguém acreditasse nisso.

Todos aguardavam alguém: um ladino. Um dos outro sobreviventes visto noutro dia.

Um jovem chegou como que saindo das sombras, sem ruido de  porta rangendo ou coisa mais alta que um pisar de gato. O som se fez quando ele se apossou de uma cadeira e juntou-se a mesa, mas mesmo assim sem alarde que não fosse o seu sorriso, ou os seus olhos, repletos de um azul tão profundo quanto safiras. Ele usava um manto escuro e uma túnica preta folgada, mas com detalhes de quem  tem dinheiro... dos outros, para gastar. Seus braços eram nus, não muito fortes, revelando mais perícia do que força, as unhas eram anormais, quase como garras. Ele exala um odor que só se reconhece após ter estado na presensa de um dos seres dos planos inferiores, os abissais.


Kss: - Reporte, Trent, cuspiu Kss para ele que começou a falar naquele tom jocoso que os espadachins da corte e bardos adoram ouvir-se:

Trent:  - Ah, então é essa a carne nova que o Farnwell arranjou desta vez? Será que ele vai mandá-los direto como da última vez? Mal posso acreditar que tantos caíram no mesmo truque por tanto tempo. Vou te dizer, Kss, você estava certo sobre o velhote.
- Se o tivesse matado ali mesmo naquela hora tudo teria se resolvido e não estaríamos passando por isso.
- Mas olhe pelo labo bom, enquanto você estava certo sobre o velho eu estava certo sobre o dinheiro. E se eu ainda estou aqui e esse pessoal vai fazer alguma coisa será pelas moedas que vamos ganhar
, Trent deixava bem clara as suas motivações.

Kss: - Foco, conte sobre o contato dos assassinos na cidade, inquiriu o homem de ares debilitados, mas olhar vivido.

Trent: - Ah, ok. A informação: há realmente um minotauro chamado Red, ou Redd, ou Redh, sei lá. Ele estará na tal estalagem do "Macaco Caolho", mas se os assassinos que matamos não estiverem lá nós podemos perdê-lo para sempre.

Kss: - Devemos pegar a caixa em que Fanrwell está interessado, mas devemos cercá-lo também por todos os lados: Trent e eu iremos a cidade vigiar seus contatos, o resto deve ir atá a propriedade da família apanhar o objeto. Vocês encontrarão resistência, mas já tenho alguns planos para isso, conclui ele quando uma simpática mulher em trajes locais simples e práticos se aproxima.

Atendente: - Bom dia, o que vai ser?, ela indaga-os.


Este dia começa agora e será muito longo. Assim, melhor se preparara bem com um café adequado.  

O que vai ser?

DESAFIO:


    Alimentar teu personagem todos os dias permite que eles atuem sem penalidades, mas há ligeiras alterações conforme você interpreta isso.
  • Comer uma refeição neutra e leve não causa nenhuma penalidade, mas também não trás benefícios extras.

  • Personagens com maior massa corporal precisam de mais peso em alimentos para ter os seus benefícios, o inverso também é valido, personagens com menos massa corporal precisam de refeições mais leves.

  • Um personagem que possua qualquer habilidade de recuperação mais acelerada ou que tenha consumido algum remédio ou poção que o conceda possui metabolismo mais rápido e precisará comer mais, não importa o seu peso.

  • A comida deve ser consumida na hora e seus benefícios duram por metade de um dia.

  • Comer uma quantidade exagerada de alimentos inadequada para o seu peso e metabolismo ira deixar o personagem doente.


Cardápio:


Item-------------------Preço-------Benefício/maleficio (depende da quantidade)
Pão-fresco------------1TP----------Nenhum
Pão-de-alho----------5TC----------Nenhum/bafo(-social)
Cordeiro-defumado-3TP-----------Nenhum/gordo(+peso)
Peixe-na-labareda---3TP----------Raciocínio+/alergia(-CA)
Lagarto-no-espeto---5TC----------Recuperação+/gordo(+peso)
Mariscos fervidos----3TP----------Recuperação+/virose(doente)
Lagosta-no-vapor----10TP--------Recuperação+/alergia(-CA)
Presunto-e-vegetais-10TP--------Recuperação+/gordo(+peso)
Bacon-----------------1TP---------Recuperação+/-stamina(-corrida)
Caldão-selvagem----1TO---------Iniciativa+/hormonal(fúria)
Água------------------cortesia----Fortitude+/enjoo(1 movimento p/rodada)
Tabaco(tempero)----cortesia----Vontade+/bafo(-social)
Pimenta(tempero)---cortesia----Vontade+/pressão-alta(-stamina)
Sal(tempero)--------cortesia-----Raciocínio+/(-stamina)
Xá-de-capim-santo--1TC---------Prontidão+/insone(-descanso)
Xá-de-flores----------1TP---------Social+/cheiroso(rastreável)
Mel com alho---------3TP---------Medicinal+/gordo(+peso)
Conhaque de avelã--2TP---------Medo-/embriagado(+sono)
Cerveja-fermentada-1TP---------Medo-/embriagado(+sono)
Vinho(caneca)-------3TP----------Dor-/alcoolizado(-Vontade)
Vinho(garrafa)-------1TO---------Dor-/alcoolizado(-Vontade)
Mel-com-romãs------3TP---------Pvs+1(corrida)/gordo(+peso)
Bolo-de-copo(maçã)-2TP---------Stamina+(corrida)/gordo(+peso)
Bolo-de-copo(caqui)-2TP---------Stamina+(corrida)/gordo(+peso)



Última edição por Necromancer Ignaltus em Qua Jun 03, 2015 11:37 pm, editado 5 vez(es)
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por kausnecro em Ter Jun 02, 2015 12:26 am

Dante não estava contente com nada daquilo, mas ele concordava com seus novos "companheiros" o homem precisava pagar... Quando a garçonete  chegou tirando-o de seus devaneios, decidiu pedir pouco:
-- Bom dia, vou querer 5 pães frescos e uma jarra com água obrigado.

Após pedir lembrou que tinha preparado as doses de sedativo mas nem tinha usado ainda, e decidiu faze-lo agora, pedindo licença aquela trupe foi ao banheiro e aplicou o sedativo sentindo os efeitos imediatos.
*Nossa quanto tempo fazia que eu não usava?*
Perdeu levemente o tato, sua língua parecia diferente na boca e sentiu um gosto doce sem contar que seu corpo estava bem mais relaxada agora, após se acostumar com essa sensação voltou a mesa tendo tempo de pegar toda a conversa entre Trent e Kss.

-Então nosso alvo é um Minotauro? O que vocês tem a dizer? por mim ele poderia ser esfolado vivo...
Após esse pequeno rompante Dante percebe que deixou a porta de seus demônios um pouco aberta demais e volta a sentar limpando a garganta e se mantendo em silêncio.



X--X--X--X--X--X--X--X--(OFF)--X--X--X--X--X--X--X--X
**(Pensamento)
- (Sussurro)
--(Fala normal)
---(Grito)
avatar
kausnecro
Jogador
Jogador

Mensagens : 199
Data de inscrição : 23/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Bastet em Ter Jun 02, 2015 6:08 pm

-Nyannn! Que mer... acordando em algum lugar sem saber como foi parar ali, era isso que ela pensava naquele momento "O que esta acontecendo, não lembrava-se da bebida que tinha tomado para ter ficado naquele estado de esquecimento" sem muita cerimonia seguiu para a mesa farta antes já tinha lavado seu rosto ajeitado seu vestido, no final ficou ali sentada sem nada para fazer ou falar pegava de sua mochila uma de suas rações para viagem e a comia não colocava nenhuma fé no que estava a mesa sendo servido a seu grupo.

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por O RPGISTA em Ter Jun 02, 2015 6:37 pm

A criatura de pele acizntada e olhosa vermelhados não aprecia se icmoodar com os olhares repreensivos dos que frequentavam aquele antro de perdição que chamavam de taberna, ele não era muito de falar então apenas apontou par a mesa do lado pedindo a mesma coisa um caldo gorduroso que chamavam de caldão selvagem, era perfeito para ele também pediu um pouco de presunto de porco com vegetais para ajudar na digestão tudo em dobro, ele comia como dois e para descer uma boa e enorme caneca de cerveja.

-Mim só quer o oro e afiar meu machado nos osso de alguém, Mim não se importar se o filho da puta tem chifre ou num tem.
avatar
O RPGISTA
Administrador
Administrador

Mensagens : 231
Data de inscrição : 20/02/2015
Idade : 30
Localização : Hellcife

http://orpgista.forumeiros.com

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Alícia Russel em Qua Jun 03, 2015 11:03 pm

Fora uma viagem cansativa, e para Amber era bom descansar o corpo da armadura, do fedor da carruagem e das pessoas desconhecidas a sua volta. Era um grupo estranho... Mas não era tempo de pensar nisso, deveria comer para recuperar as energias de mais cedo.
-Desejo mariscos fervidos e uma garrafa de vinho, obrigada.
Logo após fazer o pedido noticiou o homem se dirigindo ao banheiro, era bem educado para falar a verdade, talvez pudesse ser um pouco mais igual à ele. Esteve a prestar atenção à conversa, um simples detalhe perdido poderia comprometer tudo.
-O quê o minotauro fez? Por quê devemos encontra-lo? Não irei sair daqui sem respostas.
avatar
Alícia Russel
Jogador
Jogador

Mensagens : 33
Data de inscrição : 03/06/2015
Idade : 18
Localização : NO SEU CORAÇÃO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qua Jun 03, 2015 11:35 pm

Pouco tempo depois, enquanto os demais conversavam, comiam e bebiam, o minotauro Dante retornou, ele parecia ligeiramente auterando, indo da calmaria para a raiva incontida. No entanto, o que chamava mais atenção era o seu porte físico: Dante Magnus não era como os outro minotauros, não era muito alto nem musculoso ao extremo, seu porte físico é menor, mas contendo uma impressionante constituição física: quase nenhuma gordura, musculoso treinados e saltados pelo corpo em destaque. Ele pediu bastante pão para comer, revelando uma dieta controlada. Ele era um, homem de saber e saúde: "Corpus animo sano, sanæ mentis" (corpo são, mente sã).

Amber Van Lite escreveu:-O quê o minotauro fez? Por quê devemos encontra-lo? Não irei sair daqui sem respostas.

- O minotauro é Red, como já disse Trent, ele é o contato do grupo de assassinos que seria responsável por matar todos vocês numa emboscada logo na entrada da propriedade do Fanrwell, isso se já não tivéssemos matado quase todos eles.
- As informações vieram do último que pude interrogar pessoalmente.
- Red aparece na estalagem mencionada nos fins de semana para pagar após um grupo de aventureiros ser eliminado. E tem sido assim já a algum tempo. Todas as semanas um grupo é morto. Toda semana seguinte Fanrwell recebe um novo grupo com as mesmas desculpas
, o sujeito chamado Kss respondeu-lhe.



Última edição por Necromancer Ignaltus em Qui Jun 04, 2015 1:12 am, editado 1 vez(es)
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Alícia Russel em Qui Jun 04, 2015 1:05 am

-Podem contar com meu apoio.
Amber olhava para o minotauro Dante, ele parecia um homem de valor, ficaria feliz de lutar lado a lado com ele, uma pena ele não ser um elfo, Amber carregava uma queda amorosa por elfos consigo.
-Teremos um tempo para descansar antes da próxima viagem? Meu corpo está realmente cansado, e acho que seria uma benção se dessemos uma parada, como pode ver meu amigo, não somos feitos de ferro. E por último, vocês poderão nos fornecer algo para a viagem? Comida? Transporte? Minhas perguntas cessam aqui meu amigo.
Amber desmontou a armadura que seria deveras pesada, ficando com uma blusa regata que deixava seus músculos aparecerem, talvez estivesse disputando com o minotauro?.
-Eu agradeceria se me fornecessem óleo para minha armadura, nada é pior que ferrugem.
avatar
Alícia Russel
Jogador
Jogador

Mensagens : 33
Data de inscrição : 03/06/2015
Idade : 18
Localização : NO SEU CORAÇÃO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Bastet em Qui Jun 04, 2015 2:41 am

Yaxkin nada fez apenas comia sua ração de forma tranquila, não queria demostrar o tédio que estava começando a tomar seu ser naquela reunião chata, sem musica, sem festas, sem nada. -Nyannnn! que tédio isso... encarava os demais com uma expressão de tédio, a conversa estava muito chata, queria sair de onde estava para seguir seu caminho, ficar presa em uma mesa sem um bom atrativo ou um carteado, não combinava em nada com a sua personalidade, mesmo assim ela em meio a sua reclamação prestava atenção no que o estranho falava.

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qui Jun 04, 2015 3:25 am

Amber Van Lite escreveu:-Teremos um tempo para descansar antes da próxima viagem? Meu corpo está realmente cansado, e acho que seria uma benção se dessemos uma parada, como pode ver meu amigo, não somos feitos de ferro. E por último, vocês poderão nos fornecer algo para a viagem? Comida? Transporte? Minhas perguntas cessam aqui meu amigo.

- Vocês estavam indo diretamente para a armadilha, antes de eu os nocautear com meu gás. Dormiram muito desde então, enquanto conduzíamos a carruagem para cá, mesmo que não nas melhores condições. Não há porque para para uma pausa agora. O que sentes não é cansaço, mas as dores de dormir em má posição no carro, o alquimista explicou o que se passara enquanto estavam desmaiados.

- Mais: vocês podem usar a carruagem de Fanrwell, será mais do que o suficiente e também vou dar-lhes isto, o homem pôs em meio as comidas na mesa um pequeno frasco.


2 Granada Branda (Detonação): similar as esferas de 12 cm de diâmetro com fendas das granadas de gás convencional, mas contendo o extrato da túlipa Sedução Celeste, exportada da reclusa aldeia de Geddan. A nuvem tem 3m de raio e dura 4 rodadas. (Efeito Total: Qualquer criatura viva na área de efeito deve ser bem sucedida em um teste de Fortitude (CD 10) ou ficará apaixonada pela primeira pessoa do sexo oposto que lhe aparecer, nos próximos 1d6 minutos. Está condição dura uma hora e é similar a magia Canto da Sereia. Qualquer imunidade ou bônus de resistência contra venenos ou gases se aplicam. (CD de Fabricação:25. Custo: 30 TO)

- Isso é um poderoso cafeíno, o bastante para um urso que matou a cede com três barris de vinho, ou um guerreiro bárbaro em fúria... se conseguissem fazê-lo beber.
- Para quê? Bem, esse é o resumo da história: Quando lutamos contra os assassinos, eles usaram flechas envenenadas, alguns de nós foram pegos e paralisados. Eu os tratei, mas só depois percebemos que os efeitos eram piores: o veneno causa paralisia inicial, depois de tratado parece que se foi, mas não.
- Ele permanece na corrente sanguínea ainda não sei quanto tempo, causa alucinações e perca de discernimento, um bom dia dado de forma errada pode ser interpretado como uma ameaça de morte.
- Como cuidamos dos sujeitos, vocês não vão precisar disto, mas... como disse, alguns de nós foram pegos.
- Dois: um druida e uma ranger.
- O druida se chama Bearur, vive como urso e não gosta de ficar próximo da cidade ou de pessoas como nós. Se o encontrarem tomem extremo cuidado. Após tratado, duvido que os ajude, mas ele não os causara nenhum mal.
- A ranger é Lisanthus, uma meia-dríade que segue Megalokk. Vocês podem imaginar o que o veneno pode ter feito pela personalidade linda dela, não é?
, comentou ironicamente o homem de face pálida, e continuou, No estado em que se en contra, ela vai tentar matá-los e qualquer um sem motivo, detê-lá seria um grande  bem, mas ninguém os está obrigando a isso. Porém, ela está rondando pela floresta  e pode encontra-los ou não.
- Mais uma coisa: Bearur é amigo dela. Se conseguirem levá-lo aos seus sentidos, ele ira ajudar a pará-la.




Amber Van Lite escreveu:Amber desmontou a armadura que seria deveras pesada, ficando com uma blusa regata que deixava seus músculos aparecerem, talvez estivesse disputando com o minotauro?.
-Eu agradeceria se me fornecessem óleo para minha armadura, nada é pior que ferrugem.

A mulher soltava as tiras de sua armadura pesada, deixando um pouco de corpo transparecer por baixo dos panos, assim como os braços, musculosos. Seus membros eram fortes, marca de anos empunhando instrumentos de guerra pesados, mas os movimentos não eram graciosos, enquanto soltava as atas algumas ações foram desperdiçadas em sua tarefa, um deslize aqui ou ali.

A moreal de cabelos tons silverianos percebeu por um resgo de brecha de uma das pálpebras. Ela estava ao lado de uma pessoa experiente, no mínimo. Embora sua reação ao minotauro demonstrasse que estava mais interessada em equiparar sex appeal, seus gestos e expressão indicavam que analisava o companheiro de grupo, medindo sua força. Ela poderia ser uma líder ali. Pelo menos, tinha potencial, mas será que tinha o animus?

Enquanto a mulher felina bocejava, revelando-se pronta para voltara  dormir, com gás nocaute de Kss ou não, ela ainda notou Trent lhe dando um charme com o olhar.



Última edição por Necromancer Ignaltus em Qui Jun 04, 2015 2:54 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Bastet em Qui Jun 04, 2015 10:55 am

Pegando o frasco da mesa ela apenas o guardava em seu cinto de poções, já tinha caído num truque sujo, junto ao grupo nas mãos daqueles carinhas e não queria sofrer o efeito da poção. Fora isso ela apenas observava ambos companheiros de grupo numa sintonia, no momento ela já tinha informações suficientes, mais tarde quem sabe não pensaria com calma no que foi dito a mesa. -Nyan! diga logo tudo que você sabe do lugar. O que faremos quando tivermos concluído nosso objetivo e pegado o tal minotauro? E onde andas meu Trobo? em meio a conversa ela percebia o interesse do tal de Trent, coitado seria mais um brinquedo em suas mãos, e por diversão para passar o tédio, ela terminou suas perguntas com uma piscadela ao rapaz. -Nyan!

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Alícia Russel em Qui Jun 04, 2015 12:16 pm

-Não seja insolente, temos muito o quê saber ainda. –Amber interrompeu a moreal, bebeu mais um pouco de vinho, ofereceu para aqueles que estavam em sua volta, ser educada poderia lhe ajudar num futuro próximo. –Iremos primeiramente encontrar o druida e a ranger, o druida iremos encontrar primeiro, para que ele nos ajude a tratar a ranger, deixaremos a ranger aqui, e iremos pedir ajuda do druida... Me recuso a andar com uma seguidora de Megalokk.Isso é o bastante, se não conseguirmos salvar ambos poderemos usar a poção para alguma outra coisa. Agora, se me dão licença, irei ao banheiro.
Amber se levantou da mesa e se dirigiu ao banheiro, precisava mergulhar a cara em água fria, aquela foi uma viagem dificil. Finalmente voltou para a mesa, após alguns minutos.
-Se puderem, da próxima vez deixe-nos morrer, nada é pior do quê uma noite mau dormida. –Amber tentou fazer uma piada, mas era realmente ruim com humor.
avatar
Alícia Russel
Jogador
Jogador

Mensagens : 33
Data de inscrição : 03/06/2015
Idade : 18
Localização : NO SEU CORAÇÃO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qui Jun 04, 2015 12:38 pm

A felina apanhou um dos frascos da mesa do desejum e voltou-se para o sujeito de aspecto doente com dúvida.

Yaxkin With escreveu:-Nyan! diga logo tudo que você sabe do lugar. O que faremos quando tivermos concluído nosso objetivo e pegado o tal minotauro? E onde andas meu Trobo?

Perguntou a felina, dando um charme em resposta para o rapaz do outro lado da mesa, que respondeu com um sorriso e um outro olhar que queria dizer obviamente "Que tal mais tarde?".

- Como já disse, vocês continuarão sua tarefa de buscar a caixa desejada por Farnwell.
- Quanto a propriedade, nenhum de nós chegou a entrar, Trent até tentou arrombar a porta, mas quando percebemos que era só uma armadilha ninguém mais entrou.
- Vocês não devem ter problemas para entrar, uma vez que debelamos todos os assassinos costumeiros. A dificuldade deve estar lá dentro. Seja lá qual for.
- Teu trobo? Ele está no mesmo lugar em que o deixamos noite passada, junto dos outros cavalos dos hospede
, Kss terminou de responder a mulher-gata.

Uma mão pesada apanhou o outro frasco.

Amber Van Lite escreveu:- Não seja insolente, temos muito o quê saber ainda.
- Amber interrompeu a moreal, bebeu mais um pouco de vinho, ofereceu para aqueles que estavam em sua volta, ser educada poderia lhe ajudar num futuro próximo.
- Iremos primeiramente encontrar o druida e a ranger, o druida iremos encontrar primeiro, para que ele nos ajude a tratar a ranger, deixaremos a ranger aqui, e iremos pedir ajuda do druida... Me recuso a andar com uma seguidora de Megalokk.
- Isso é o bastante, se não conseguirmos salvar ambos poderemos usar a poção para alguma outra coisa. Agora, se me dão licença, irei ao banheiro.
-Se puderem, da próxima vez deixe-nos morrer, nada é pior do quê uma noite mau dormida.

Assim, Amber deu o trajeto mais objetivo, antes de sair logo em seguida para despertar os seus sentidos e evacuar-se. Ela claramente demonstrava o seu animus agora.

Enquanto ela saia, Dante percebia que aquela era uma mulher de voz e de manter-se em seus pés... E QUE ABSOLUTAMENTE NÃO SABIA CONTAR PIADA.

Ela não se abaixaria para ninguém e que tem uma personalidade firme em suas convicções e prática quanto aos problemas. Provavelmente seria o marido da relação.


Última edição por Necromancer Ignaltus em Qui Jun 04, 2015 2:53 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por kausnecro em Qui Jun 04, 2015 1:19 pm

Após essa constatação Dante descartou algo mais sério, mas por que não uma aventura dentro de outra?Afinal vinho está ai para isso. E percebeu também que ela é muito séria para seu próprio bem. E pela ultima frase vem um pensamento em sua mente.*Bem... então são dois que não sabem fazer piada.*

Após acabar de comer e beber a água, diz:
- Concordo vamos atrás do Druida.
avatar
kausnecro
Jogador
Jogador

Mensagens : 199
Data de inscrição : 23/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Bastet em Qui Jun 04, 2015 1:53 pm

-Nyan! Deixarei vocês acertando os últimos deta...detali...detalies da missão com a nossa líder... Saindo de seu lugar ela já não tinha mais o que fazer na mesa mais tarde usaria suas magias de forma sutil para extrair o máximo de informações e favores do seu mais novo brinquedo. Ela apenas foi ao estabulo ver seu animal, e quem sabe não daria uma volta pela cidade, não gostava de ficar presa em nenhum lugar.

OFF: Cuidado com esse outro frasco, não quero ser alvo do mesmo.

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qui Jun 04, 2015 2:51 pm

O grupo concordava em seguir e investigar pelo druida perto da área da propriedade. Já a mulher-gata, não muito motivada pela conversa, dar-se licença e sai para ver o seu trobo.

Do lado de fora, o lugar era bem velho e não muito bem conservado, mas parecia que estava se mantendo com o novo fluxo de viajantes que paravam ali antes de chegar a Malpetrim. E a distância não era brincadeira, levaria ao menos o dia todo para chegar a cidade.

Nada de passeios por agora, ela pode constatar.

Lá fora, Yaxkin encontra facilmente os estábulos, que era algo bem humilde, mas capaz de manter seu animal longe do sereno, ao menos.

Ela investigou o estado e viu que sua sela estava ao lado, dando oportunidade ao animal de descansar, ele também havia sido alimentado.

Ela ouviu um barulho, eram Kss e Trent que saiam. Ambos vieram rumo ao humilde estábulo da estrebaria e apanharam cada qual uma montaria, conversando entre si:

Kss: - Trent, você roubou esses animais daqueles arqueiros que matamos no outro dia, não?, perguntou o homem armado com várias bandoleiras carregadas de poções.

Trent: - Kss, você me ofende. Quem você pensa que eu sou? Mas é claro que eu roubei, o ladino respondeu de volta alegremente após fingir-se hipocritamente ferido pelas acusações do amigo.

Os dois montaram e começaram a galopar lentamente para fora, iriam atrás do tal Red, como combinado, deixando a recuperação da peça de interesse de Fanrwell a cuidado do grupo.  

Yaxki ficou ali na companhia de seu trobo, enquanto os dois estranhos que os haviam atacado noutro dia iam embora. Trent ainda dando-lhe um aceno com uma das mãos e um olhar de "mais tarde, coisa doce".

Pouco tempo depois, Amber retornava a mesa, estava mais desperta e mais leve após evacuar.  O grupo terminava de comer.

Ela fica sabendo que Kss os instruiu a retornar ali ao menos amanhã pela manhã, quando se reencontrariam para dividir os seus sucessos ou falhas.

Era hora de levar a carruagem de Fanrwell para dar uma volta até essa propriedade da família.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por kausnecro em Qui Jun 04, 2015 3:56 pm

-Bem sendo assim se me dão licença. Vou treinar um pouco para soltar os músculos. *Se levanta deixando o valor exato na mesa*

Fora da Taverna ele não liga especialmente para o que só procura um lugar calmo de preferencia perto de uma arvore, então inicia a serie de movimentos que aprendeu do Moreau enquanto pensa nos próximos passos desse estranho grupo.

OFF: Esses são os movimentos \/
avatar
kausnecro
Jogador
Jogador

Mensagens : 199
Data de inscrição : 23/05/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Bastet em Qui Jun 04, 2015 7:34 pm

Yaxkin ficou ao lado do seu Trobo com a mochila em mãos ela ainda teve tempo de escutar a conversa entre Kss e Trent, no momento não estava muito convencida com aqueles dois, quem poderia lhe dar as respostas certas do que realmente estava acontecendo seria o tal de Trent e assim seguindo sua vontade ela sorria para ele enquanto o via partindo. A cidade mais próxima ficava a um dia de cavalgada em sua criatura, seria interessante partir se não tivesse firmado um compromisso com seu grupo atual. Voltava a estalagem ou seja lá o que for aquilo, falando com o possível dono do lugar - Nyan! cade a musica? Não quero continuar nesse velório ?
huahauhauhauahuah:

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Sex Jun 05, 2015 4:37 am

Dante pratica seu kata com concentração, enquanto a mulher-gata passa por ele e adentra na estrebaria. Ele comera a sua dieta costumeira, com bastante água para ajudar amaciar os carboidratos que passariam facilmente pelo mecanismo digestivo.

Dante Magnus recebe:

  • +1 em Fortitude (pelas próximas 8 horas).

A moreau olha ao redor, passando seus olhos pelas mesas, uma ou outra moça que atende o lugar, os hospedes e finalmente enxerga o que quer: um sujeito usando um avental. Ele era grisalho, com cabelos de fios longos ao lado das orelhas, mas parcos no topo, com alguns fios restando, a face era bonachona, a barriga surgia, mas os braços eram fortes dos trabalhos diários, sem flacidez. A moreal se aproximou insinuando-se animadamente.

Yaxkin With escreveu:- Nyan! cade a música? Não quero continuar nesse velório?

- Hum... música? Ah, podemos ter alguma hoje a noite, algum bardo devem vir a aparecer, eles sempre aceitam tocar em, troca de uma refeição e na esperança de algumas moedas dos clientes. Agora, velório? Não está exagerando mocinha? Acabamos de levantar todos com o horário costumeiro: 5:00. Agora é hora de trabalhar, respondeu-lhe o dono da estrebaria, como se ensinasse uma criança sem noção.

O homem apanha uma lasca de um tipo de doce de um pote e habilmente o põem perto dos lábios da moça. Com um sorriso ele a incentiva a apanha-lo. E acrescenta.

Proprietário: - Nos vemos a noite, no horário para música e dança, menina, conclui com um sorriso antes de entregar o doce e voltar ao trabalho.

Yaxkin recebe deleite; Lábia-1 e Sedução+1 enquanto chupa, dura uma hora.

Assim, Yaxkin tentou convencer em vão o proprietário atarefado com as múltiplas tarefas do dia de que era um momento para uma festa, uma péssima escolha de ação. Ela obviamente falhou, ninguém acorda em Arton pensando em largar os trabalhos urgentes do dia que garantem o sustento de suas barrigas para correr em montar uma festa que não seja uma comemoração já pré-definida (a não ser que esse alguém seja uma fada).

Orog terminava de se empanturrar um sujeito como ele precisava comer bastante. Ele não se arrependeu das suas escolhas de alimentos. A cerveja não fez-lhe efeito, precisava de muito para alguém como ele ficar bêbado ou mesmo embriagado. Porém, o caldão selvagem mostrou-se forte, o que tinha naquilo? O orc gigante percebeu apenas que haviam ervas e múltiplas carnes estranhas que não costumavam serem servidas; carnas de animais selvagens da florestas próximas? Carnes de monstros? Orog sentiu-se animado e começou a suar pelos poros, sentindo-se pronto para uma briga.

Orog Deathcaller recebe:

  • 50% de chance de entrar em Fúria+1 (pelas próximas 8 horas);
  • Iniciativa+1 (pelas próximas 8 horas);
  • -25% no tempo necessário de repouso (até o dia seguinte).

Amber se aproximava da mesa, os mariscos que provou estavam bons: frescos e bem fervidos, sem riscos de contaminação; mariscos era um alimento que deveria ser comido fresco ou guardado congelado. Ela também não exagerou.

Amber Van Lite recebe:

  • -25% no tempo de recuperação (até o dia seguinte).

Trent e Kss haviam ido, apenas o guerreiro orc do grupo estava lá, limpando os pratos. Ao lado, a gata moreal recebia um doce do dono lugar para ser uma boa menina. O vosso minotauro de porte econômico não deveria estar longe.

O grupo recebe a conta da estrebaria: $3TO 37TP, cuidado com os animais mais as refeiçoes, o proprietário explicava para Amber.

Era hora de por essa party na estrada.

Lá fora, a carruagem esperava. O que fez-lhes lembrar: o que houve com o cocheiro servo de Fanrwell que os transportava?

DESAFIO: Encontrem o cocheiro de Fanrwell e decidam o que fazer com ele para não ter problemas futuros.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Sex Jun 05, 2015 9:52 am

Off: O grupo está na metade do caminho, cerca de uma hora e meia à cavalo, Orog pode ir no teto da carruagem sem problemas. Se sair a pé ira chegar ao local apenas muuuuito depois.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Alícia Russel em Sex Jun 05, 2015 10:42 am

-Yaxkin, tente arranjar informações sobre o cocheiro, talvez ele esteja só bebendo um cafézinho. Orog, você irá no teto, temos espaço o suficiente para você. –Amber notou que havia um possível descontentamento, claro, ninguém gostava de receber ordens, mas aquilo era um impulso, sempre trabalhou como líder nas equipes que já lutou lado a lado. –Antes, alguém deseja fazer algo?
Talvez uma piada fosse boa para quebrar o gelo.
-Sabe por quê o gato mia pra lua e a lua não mia pro gato? Por quê astro no mia. –Amber riu da própria piada. –Eu e Dante iremos ficar de olho na carruagem para que nada ocorra, tem ladrões por todos os lados.
avatar
Alícia Russel
Jogador
Jogador

Mensagens : 33
Data de inscrição : 03/06/2015
Idade : 18
Localização : NO SEU CORAÇÃO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Sex Jun 05, 2015 10:53 am

Após a péssima piada, assim, que Amber abre a porta da carruagem para dar uma olhada, ela vê o pobre cocheiro, amarrado, amordaçado com um nó de erva verde na boca, os olhos arregalados de pavor de quem foi interrogado e deixado com uma cenoura enfiada na bunda à saber o que o destino lhe reservava.

Kss e Trent devem ter feito um trabalho maravilhoso para acalma-lo... -__-

Na certa, se solto assim sairia em pânico gritando por socorro.

E agora?


1) Matar; não é problema de vocês basta se livrar dele.

2) Dá-lo para a gata; ela que o acalme com afagos.

3) Usar poção; Gastar uma das preciosas poções.

4) Vai assim mesmo; levá-lo assim como está, depois solta-lo o mais longe possível da cidade.

avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Alícia Russel em Sex Jun 05, 2015 10:54 am

OFF: (Tem a opção nenhuma das opções acima?)
avatar
Alícia Russel
Jogador
Jogador

Mensagens : 33
Data de inscrição : 03/06/2015
Idade : 18
Localização : NO SEU CORAÇÃO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Sex Jun 05, 2015 10:56 am

Off: Claro, mas se deixar de fazer qualquer uma delas estrá automaticamente implicando na alternativa 4, com a diferença que não irá solta-lo, levando-o consigo.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Alícia Russel em Sex Jun 05, 2015 11:10 am

Primeiramente Amber jurou que iria acabar com a raça de Trent e Kss e logo após tentou acalma-lo, não iria usar magia contra ele, seria algo contra tudo aquilo que acreditava. –Jovem homem, você está seguro agora, por favor, colabore. Você está a salvo comigo, sou uma paladina de Khalmyr. –Talvez isso trouxesse confiança, Khalmyr era justo, e paladinos de Khalmyr exalavam confiança. -Por favor, guie nosso caminho.


Última edição por Alícia Russel em Sex Jun 05, 2015 11:23 am, editado 1 vez(es)
avatar
Alícia Russel
Jogador
Jogador

Mensagens : 33
Data de inscrição : 03/06/2015
Idade : 18
Localização : NO SEU CORAÇÃO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Sex Jun 05, 2015 6:24 pm

- Você tá é maluca? Eu vou é fugir daqui! Tá certo que meu senhor mudou de uns tempos pra cá, mas é só as feridas da morte da família! Agora sai da frente que eu vou me mandar daqui!, respondeu o aflito cocheiro, terminando de se desvencilhar e tentando se desabestear a correr em desespero puro, tentando deixar Amber para trás.

Dante fazia calmamente o seu kata, quando nota o cocheiro de ontem sair correndo de onde estava a carruagem, fugindo como se os cães de Ragnar estivessem atrás de si.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: REQUEST

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 1 de 3 1, 2, 3  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum