HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por D-Thanatus em Dom Jun 21, 2015 12:22 am

As botas do Elfo deslizavam sutis, Aramil esforçava-se em não fazer barulho, a caçada estava chegando ao fim, mover-se silenciosamente para não assustar a presa é fundamental. Flecha pronta, olhos atentos procurando seu alvo.

off: Aramil estra furtivamente e procurando ativamente o minotauro e qualquer traço ou sinal dele

D-Thanatus
Jogador
Jogador

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Dom Jun 21, 2015 1:25 am

O herói adentrou na boca faminto do lobo. Lá, tibares e tibares, sacos e pilhas das regiões próximas coletados, tudo pronto para embarcar no próximo navio para Tapista. Mas não foi isso que chamou a sua atenção.

Não.

O que lhe aguçara a gana de liberar a tensão em seu arco foi o minotauro parado ali, em meio ao ouro, sorridente, em armadura de couro, com um machado pesado a mão.

Contudo, Aramill não dispara de imediato.

Red... estava com o olho vazado trocado e a mão com três dedos estava do lado errado?

Aramill foi bem sucedido em um teste de Percepção.

avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por D-Thanatus em Dom Jun 21, 2015 11:17 am

Uma imagem espelhada, uma miragem, ilusão, o mesmo truque, seria tolice cair no mesmo engodo mais uma vez. O elfo procura seu alvo ele deveria estar em algum lugar próximo, preparado, talvez próximo a porta. O elfo procura a verdadeira localização do seu oponente.

D-Thanatus
Jogador
Jogador

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Seg Jun 22, 2015 1:34 pm

Essa tinha sido por pouco, nosso herói quase tinha posto tudo a perder  seguindo uma trilha óbvia colocada ali para apanha-lo. Todavia, o tempo estava se esgotando, ou já teria se esgotado?

O herói deixa o cofre de lado e caminha cuidadosamente e através do grande escritório até poder ver as entradas em visão ampla. Eis que ele enxerga pela porta noutra sala um odioso hobgoblin armado com arco e flecha, além de uma armadura quase completa, movendo sem nenhum ruído aparente, em caça.

OU ele é muito bom ou o herói estaria ficando surdo.


E agora?


1) Aproveitar-se; seguir silenciosamente, disparar quando tiver uma boa mira.

2) Ignorar; apenas outra cilada, melhor seguir em frente.

3) Espanta-lo; aproximar-se e usar a poética arcana élfica para produzir um canto fantasmagórico de terror por sobre o coração do goblinoide.

4) Mover-se para a entrada; esconder-se a espera dos guardas passarem perto da porta.



Última edição por Necromancer Ignaltus em Seg Jun 22, 2015 2:11 pm, editado 1 vez(es)
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por D-Thanatus em Seg Jun 22, 2015 2:11 pm

Aramil sorri, compreendia que confiar apenas em seus olhos o mataria, então ele decido procurar um bom lugar em que pudesse esconder-se e ter uma visão ampla e esperar. O minotauro com certeza tinha um meio de observar os ambientes, mas com certeza havia um ponto cego.

D-Thanatus
Jogador
Jogador

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Seg Jun 22, 2015 2:16 pm

Nosso herói disside ser mais astuto, o hobgoblin passa silenciosamente sem emitir ruído algum em sua armadura. Não detectou o protagonista. Logo, o soldado bestial não estava mais a vista. Este, por sua vez, aguardou num ponto cego e esperou a presa.

O tempo passou.

Logo, ruídos começaram a ser ouvidos pela casa.

Eram ruídos certos, uma só pessoa, e estava no térreo, junto ao herói. Os sons não eram distantes, Red estava mexendo em algo em alguma das salas.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por D-Thanatus em Ter Jun 23, 2015 4:26 am

A percepção dos sons é um sinal obvio, Aramil mantem sua posição e prepara o arco, esperando o momento adequado de por uma flecha certeza no pescoço do minotauro

D-Thanatus
Jogador
Jogador

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Ter Jun 23, 2015 1:55 pm

Uma discussão iniciou-se na sala ao lado, na direção contrária aos sons de antes. Esta também tinha acesso ao hall e ficava mais próxima da entrada.

O herói não pode perceber o que diziam, pois discutiam em idioma tapistiano. Eram vozes fortes e graves, os sujeitos deveriam ter grandes diafragmas, o que quer dizer que ou eram gordos ou pessoas bem grandes.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por D-Thanatus em Ter Jun 23, 2015 2:45 pm

Três presas, três minotauros!? Seriam três cadáveres em breve, Aramil mantinha a posição, era uma caçada.

D-Thanatus
Jogador
Jogador

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Ter Jun 23, 2015 3:54 pm

Passou-se o tempo, todo o tempo a vontade de Red, pois ele surgiu logo depois, trajando uma calça de armadura de couro e demais roupas comuns de casa.

Ele estava desarmado, sem demais proteções adicionais, a não ser que descontasse a larga inteligência que todos os servos da serpente traziam consigo.

Ele estampava um largo sorriso na face.

Ele caminhou calmamente e se pôs totalmente vulnerável a disposição do herói.

- Então, não vais fazer o que pretendias?, disse num impressão zombeteira desafiando-o.

1. Aramill não consegue distinguir se isto é uma ilusão ou o próprio minotauro servo da Serpente.

2. Aramill não consegue distinguir outros sons notáveis no prédio ao seu alcance.

3. Aramill é automaticamente bem sucedido na iniciativa.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por D-Thanatus em Qua Jun 24, 2015 7:06 am

Aramil manteve o foco, mira direcionada à garganta, e aguardou, obvio demais, fácil demais, outro truque.

D-Thanatus
Jogador
Jogador

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qua Jun 24, 2015 1:09 pm

- Ora, vamos. Ti não estavas com tanta von tade de me matar ainda naquela taverna, não veio aqui e invadiu território tapistiano, não tentou matar uma criança da sua própria raça e agora não iras fazer? Tu não es um homem, Red falou-lhe rindo esnobando em sua cara.

Ele estava a uns bons 12 metros, mas fez questão de se aproximar para ficar mais visível, 9 metros agora.

Ambos estavam sós na sala, lá fora tudo ficou quieto demais.

Os sons haviam sumido.

Ou estavam obstruídos ou nunca estiveram ali para fim do assunto.

O bancário queria ser atacado, mas por qual motivo?
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por D-Thanatus em Qua Jun 24, 2015 2:57 pm

Um truque, o tiro estava fácil demais, obvio demais, era o jogo dele, manteve o silêncio, manteve o foco, Aramil sabe que ele quer provoca-lo, manteve a mente fria.

D-Thanatus
Jogador
Jogador

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qua Jun 24, 2015 3:57 pm

Nosso herói enfrentava o servo de Lacertos em seu território o da astúcia, manipuladoras e cruéis eram essas cobras venenosas.

E, novamente, o tempo passou.

Os dedos de nosso personagem estavam já ficando duros, mas não de cansaço, e sim de ansiedade para disparar a seta contra o ardiloso cultista.

Então, um som de dobradiças rangendo ao lado.

A primeira coisa que o herói notou com a sua visão periférica não foi a identidade, ou a raça da pessoa, nem tão pouco sua face ou altura, nem qualquer outro traço. O que chamou-lhe a atenção de fato foi o simbolo de Hedryl, o pai da Justiça dos Elfos.

Aquele era um servo da justiça, como Red havia dito que havia chamado. Só então o protagonista deu-lhe uma leve olhada, um humano com o porte do sangue do norte, mas alguns traços sulistas. Em sua face espanto. Em seus lábios poucas palavras. Som algum foi emitido, mas nosso personagem élfico pode ler de seus lábios: A resistência, afirmava sem som o paladino, obviamente tirando uma conclusão precipitada dali. Mas nessa mera distração, foi quando o cultista agiu.

- EU SOU TEU INIMIGO, LADRÃO COVARDE!, berrou heroicamente o minotauro, atuando para o recém chegado, pegando uma carga contra o elfo, sem nenhuma proteção aparente contra o seu arco. Era um  tiro livre.

O que fazer?


1) Aproveitar-se; não perder o tiro e acertar Red entre os olhos, o resto fica para depois.

2) Cuidar do paladino; tomar o exitar do guerreiro e atirar contra a sua testa.

3) Confundi-los; usar da poesia arcana élfica para ganhar algum tempo [tomará que funcione -__- ].

4) Fugir; tomar pelas escadas e sair pelo mesmo caminho que usaram como entrada.;
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por D-Thanatus em Qua Jun 24, 2015 4:08 pm

Shiar Sin'dorei...

Sussurrou o elfo antes de libertar a flecha em direção a garganta do minotauro, depois cuidaria do paladino, depois resolveria qualquer complicação agora o importava era cravejar o couro vermelho do minotauro com o maior numero de flechas possível.

Aramil faz um ataque com o arco.

D-Thanatus
Jogador
Jogador

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Sex Jun 26, 2015 4:01 pm

Certeiro como um falcão sobre sua presa, nosso exilado de Lenorienn crava uma flecha sobre um dos peitos do cultista de cornos. Red enverga-se e detém o seu avanço. Todavia, ele  não cai.


Rápido como um raio, o filho de Glórienn já saca outra flecha, mas quando a estica se vê incapaz de dar o golpe final no servo de Lacertos.

Um leve borro ao lado, o artista élfico desvia seu arco no último instante em que o fio pesado de uma espada bastarda passa habilmente entre ele e a arma cara, visando inutiliza-la, por pouco poupando o cordão precioso.

- Detenha tua mão, filho perdido!, berra o paladino, interpondo-se entre Aramill e sua presa enfraquecida.


Aramill causa dano crítico: 28 pontos de dano.

Aramill falha num teste de vontade.

Aramill desvia seu arco de um golpe de espada.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por D-Thanatus em Sex Jun 26, 2015 7:44 pm

- Tua espada visa o alvo errado paladino! Aquele é o mal a ser destruído!

Aramil bradou antes de mover-se para o lado para obter um tiro livre, e disparar o golpe de misericódia.

- Faça com seu deus lacaio! Eu o enviarei para encarar a sua cara ecomosa Szzazzita!

Off como ação de movimento Aramil vai pro lado pra e depois atira denovo em Red

D-Thanatus
Jogador
Jogador

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Sex Jun 26, 2015 8:31 pm

O nosso intrépido bardo enverga o arco mais uma vez para um tiro de misericórdia contra o cultista. Porém, a sua vontade novamente vacila contra uma poderosa presença esmagadora que o sobrepuja em seu desejo por sangue através de uma sensação perturbadora que o corroía como veneno na alma.

O herói é forçado a baixar a sua arma.

Aramill falha em novo teste de Vontade.

Nesse momento, a espada cintilante em meio a baixa luz da sala parte a corda do arco de Aramill, deixando a arma inútil para o seu uso com flechas.

Paladino obtém um crítico e é bem sucedido no teste de romper objeto.

O artista e assassino agora só tinha suas lâminas e magias.

Porém... de repente, uma maldição recai ali.

Uma negra escuridão parece ter engolido tudo. Não há luz, nem sua visão élfica é capaz de ajuda-lo.

Mas não era só isso.

Em seus ouvidos, um zumbido mudo: o vazio do nada a ouvir. Nenhum som, nem a própria voz élfica capaz de levar os poemas arcanos aos corações dos inimigos escapou.

Não havia a visão para atirar.

Não havia corda em seu arco para sequer tentar.

Não havia voz para erguer o canto élfico arcano.

Mas ainda haviam suas lâminas.

E Aramill não estava assim tão indefeso quanto o inimigo parecia julgar. Tato, olfato, paladar, memória e intuição, um destes seria a sua salvação, se puder usa-los direito e racionalmente.

Uma vibração pesada ao lado, distância corpo-a-corpo. Alguém com peso se movia. nada mais próximo chamava a sua atenção.

Mas, o que fazer?


1) Usar seus outros sentidos; tentar detectar algo mais através dos seus outros sentidos. [Especifique]

2) Atacar; mirar a presença próxima e atacar da melhor forma que puder. [Penalidade de ataque]

3) Ficar imóvel; permanecer totalmente imóvel e agachado, aguardando uma oportunidade. [Testar concentração: CD fácil, 1d20 nível + bônus de Sabedoria]

4) Fazer outra coisa; usar a sua própria ideia.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por D-Thanatus em Sex Jun 26, 2015 9:37 pm

Um situação problemática, privação da visão e audição é algo extremamente perigoso é impossível avaliar se foi ele mesmo ou o ambiente, o arco quebrado, de todo jeito seria inútil, não há visão para se guiar.
Aramil saca a cimitarra e se movimenta cuidadosamente para longe da origem da vibração, com cuidado visando sair da área de escurídão

D-Thanatus
Jogador
Jogador

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Sex Jun 26, 2015 11:28 pm

Seguindo seus outros sentidos, Aramill consegue emergir do breu e vácuo de som no hall ao lado, mas ao seu lado também surge o paladino com a espada em riste.

Aramill obtém um critico, consegue sair da sala sem esbarrar em nada.

O paladino é bem sucedido em seu teste de Intuição.

Não havia sinal algum de Red ali. Ele poderia ainda estar na sala maldita, ou não.

- Diria para você fugir, mas estamos cercados por guardas lá fora. Então, renda-se e garanto um julgamento justo, serei teu advogado de defesa para que apanhes uma pena mais branda, ele oferece com sinceridade estampada nos rosto e na voz.

A espada bastarda bem cuidada aponta para nosso herói.

O que fazer?


1) Mergulhar de volta; retornar ao breu e vácuo sem som, usando sua cobertura para seu benefício.

2) Fugir; correr pelo hall e sair em disparada noite adentro.

3) Render-se; dar suas armas e acreditar no paladino.

4) Lutar e vencer; enfrentar o paladino, fazendo o possível para rendê-lo sem matá-lo.

avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por D-Thanatus em Sex Jun 26, 2015 11:49 pm

Aramil toca a ponta da espada do paladino com a ponta da cimitarra, fazendo uma leve pressão pra abaixar a espada do guerreiro santo.

- Eu não acredito em sua justiça, tão pouco numa justiça de um lugar que se ajoelha a escravagista e szzazitas. Depois disso você mesmo que colocaria os grilhões!?

Aramil gira rapidamente a espada num movimento fluido, tentando desarmar o adversário e chutar sua espada na sala enegrecida.

off: desarmar como ação padrão e se for bem sucedido no desarme com a ação de movimento chutar a espada pra escuridão

D-Thanatus
Jogador
Jogador

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

O autor desta mensagem foi removido do fórum - Ver a mensagem

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Ter Jun 30, 2015 3:16 am

A lâmina matadora de hobgoblins de Aramill brilha na noite indo num flash contra a montante religiosa de Hedryl, as suas armas se chocam num rompante dramático, ao mesmo tempo de ambas as investidas num único movimento conjunto.

Olhos nos olhos.

Um: fruto da ordem que gerou o caos em sua vida.

O outro: afortunado do caos que lhe colocou no caminho da ordem.

Nada disso realmente importava ali.

INICIATIVAS EMPATADAS!

O filho da casa de Liadonn usa toda a sua perícia num duelo de desarme contra o paladino de Hedryl a sua frente. As espadas se encontram e tudo é uma disputa de perícia.

Aramill tem uma falha crítica natural em seu teste de desarme.

O golpe do bardo escapa na borda da lâmina da montante, o paladino por sua experiência aproveita e golpeia com toda a sua força a espada do elfo.

O golpe é poderoso e os dedos e nós das mãos de Aramill doem, mas ele não libera sua cimitarra. Seus sentidos porém juram-lhe terem sentido um trico da lâmina pelo cabo até a pele das palmas.

Mais golpes como aquele poderiam ser a ruína da arma.

Paladino causa dano a cimitarra - dureza.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por D-Thanatus em Ter Jun 30, 2015 9:33 pm

- Tolo, você desperdiça meu tempo e as bençãos de seu deus nesta sanha, saia do meu caminho!

Aramil gira a cimitarra num angulo alto, tentando lançar a espada do paladino ao passo que gira alterando suas posições em relação a sala enegrecida

D-Thanatus
Jogador
Jogador

Mensagens : 45
Data de inscrição : 12/06/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por Necromancer Ignaltus em Qui Jul 02, 2015 11:49 pm

Como numa dança poética, as lâminas bailam em conjunto, o seu canto inundando o hall. E, apesar da resistência do guerreiro santo, Aramill conduz o passo, colocando a ambos onde ele desejava.

No meio do bailado, o paladino ergue um dos braços e tenta agarrar a capa do bardo, mas esta escapa entre os seus dedos pesados, próprios para agarrar bem uma arma pesada, mas infelizes em sua agilidade. O elfo vê uma oportunidade em sua guarda aberta.

Paladino tem uma falha crítica em agarrar. Aramill ganha um ataque de oportunidade nessa rodada, além do seu próprio.
avatar
Necromancer Ignaltus
Moderador
Moderador

Mensagens : 591
Data de inscrição : 11/03/2015
Idade : 36
Localização : Araguaína - TO

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: HERANÇA MALDITA: O MINOTAURO

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Página 3 de 4 Anterior  1, 2, 3, 4  Seguinte

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum