Prologo [Abrahan Smith]

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo

Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Bastet em Sab Mar 28, 2015 10:06 pm

_Capitulo 1. Uma vida nova...


____________________________________________________________________________
(Bar Jack)
Em um canto do Bar Jack se encontrava Abrahan Smith por vezes olhava na janela o movimento na rua, ate naquele momento não tinha feito seu pedido a garçonete, já completava algumas semanas que ele estava vivendo em Raccoon City, sobrevivia de " pequenos trabalhos" sem grandes compromissos, era um fugitivo de guerra, procurando uma vida nova ou apenas fugindo de seus pecados. Abrahan Smith teve seu momento de laser interrompido por uma cantoria no bar era aniversario de alguém em meio a isso ele vê um homem cambaleando adentrar ao banheiro não demorou muito para um grito de desespero ser ecoado no Bar vindo do banheiro, junto a batidas e pedidos de socorro, aqueles que estavam comemorando o aniversario, corriam para um dos cantos do bar outros apenas saiam em direção a rua temendo por suas vidas.

No final Abrahan Smith apenas viu o mesmo homem que havia entrado no banheiro cambaleando anteriormente, todo ensanguentado arrombar a porta e pular sobre o primeiro infeliz que estava a sua frente o mordendo violentamente o caos havia começado no Bar Jack, justo no Bar em que Abrahan Smith escolheu para matar o tempo.
CODED BY: IG de SA

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Heilel em Seg Mar 30, 2015 1:52 am

Sob a perspectiva desgastada de Smith, o mundo se afundava na merda, das corrupções às mentiras, da violência ao desenvolvimento não sustentável da humanidade, a mãe de Smith morrera desde cedo, e então por um bom tempo fora só ele e o merda a que chamava de pai vivendo sozinhos, até que tomou seu rumo e nunca mais olhou para a cara do velho. Hoje o ex-militar vivia sozinho em uma quitinete fodida, os bicos que fazia mal bastavam para se sustentar, pesadelos o assolavam toda noite, e ele sabia que nunca poderia viver em paz, porque tinha sangue de inocentes nas mãos.

Guiado pela depressão e pelo pessimismo, Abrahan ia frequentemente ao Bar Jack afogar suas mágoas com bebidas baratas, e às vezes arranjava uma vagabunda qualquer com quem passar a noite. Naquele dia em especial estava um pouco menos pessimista do que de costume, e hesitava em pedir uma bebida, queria mudar de vida, largar o alcoolismo e tentar endireitar as coisas, ainda sim viera àquela pocilga como sempre, e no fim das contas cederia e acabaria por encher a cara.

"Que cantoria de merda, por que simplesmente não calam a boca?" Pensou Abrahan, ranzinza como de costume, fuzilou a garçonete com os olhos, como se a moça tivesse a obrigação de fazê-los parar com o barulho, até que tirou um cartão postal amassado da carteira, cuja estampa era uma ilha paradisíaca em algum lugar do pacífico, desejava viajar para lá qualquer dia, mas antes teria de mudar as coisas.

Abrahan não acompanhava os noticiários, porque sequer tinha uma TV em casa, também não se importava em ter, na america era fácil ter grana pra isso. Fosse como fosse, ele ouvira boatos a respeito de uma doença estar se espalhando pela cidade, do seu ponto de vista aquilo era uma histeria coletiva ou algo do gênero, não dava importância e meteria um soco na cara se alguém viesse com gracinhas pra cima dele, foi nisso que ele pensou quando viu o homem cambaleante adentrar o banheiro e logo após o pedido de socorro. "Isso cheira a merda"

Com espanto, Smith viu uma pessoa ser canibalizada à sua frente e o caos tomar conta do bar, erguendo-se subitamente de onde estava sentado, correu para ajudar a pessoa que era mordida, tiraria o doente mental de cima dela com a sola de sua bota, em um chute vigoroso. Estava assustado, mas ressurgindo como o valente que militar um dia havia sido, não podia ficar olhando sem fazer nada.

- Mas que merda! Alguém chame a polícia! E uma maldita ambulância! - Gritava na confusão.
avatar
Heilel
Moderador
Moderador

Mensagens : 501
Data de inscrição : 08/03/2015
Idade : 22
Localização : Dentro de você.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Bastet em Ter Abr 07, 2015 4:54 am

Abrahan Smith, calado no canto do bar estava a pensar consigo mesmo o caminho que sua vida tinha tomado, em uma rápida reflexão se via com uma vida de merda. O ambiente não lhe ajudava em nada a cantoria e felicidade alheia o incomodavam, descontava na garçonete parte de sua frustração, em meio a isso quando viu o individuo mordendo violentamente uma pessoa no chão lembrou-se de ter escutado algo sobre uma epidemia, pessoas estavam tendo ataques de canibalismo sem motivos aparentes, seria aquele mais um caso. Abrahan Smith já deduzia que aquele homem talvez tivesse tendo um ataque causado pela tal epidemia, vencendo seu espanto e por instinto sem perder seu tempo soltara sobre o individuo lhe dando um chute preciso em seu rosto, o golpe tirou o agressor de cima da vitima o jogando contra uma mesinha perto de ambos. Abrahan Smith gritava para ver se alguém chamava por ajuda a vitima ao chão que começava a ter convulsões e espasmos morreria ali mesmo instantaneamente a mordida em seu pescoço foi fatal não tinha mais o que fazer para ajudar a vitima.

Abrahan Smith que era um ex- militar percebeu a aproximação nada sutil do agressor levantando do chão em meio a gemidos, o mesmo avançou em sua direção de forma irracional, arranhou Abrahan Smith no braço direito para logo tentar abraça-lo se conseguisse o mataria da mesma forma que abateu suas vitimas anteriores.

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Heilel em Qua Abr 08, 2015 2:35 pm

Abrahan contorna o homem louco e tenta agarrar seu pescoço com seu braço que, diga-se de passagem, era bem fortinho, pois ele se exercitava diaramente. Ele pretendia dar um "mata leão" no homem e deixá-lo desacordado até o momento em que a polícia chegasse ao local.

OFF:
Bem, não sei o que rolar para fazer isso, mas já vou adiantar a rolagem de 1d6 e a considere como preferir.
avatar
Heilel
Moderador
Moderador

Mensagens : 501
Data de inscrição : 08/03/2015
Idade : 22
Localização : Dentro de você.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Bastet em Qua Abr 08, 2015 11:48 pm

Abrahan logo apos deixar a vitima no chão sem ter o que fazer parte para cima do homem se forma inesperada ele apenas tentava dar um estrangulamento em seu adversário no intuito de deixa-lo desacordado sem colocar sua vida em perigo, assim como poucos que ainda permaneciam no bar a observar o ex- militar em atuação. O dono do estabelecimento estava aos berros e apavorado no celular chamando por socorro, logo a policia estaria no recinto, dependeria de Abrahan permanecer ali para dar explicações sobre o que aconteceu no bar, ou ir embora já que ele era um fugitivo, não seria nada sutil de sua parte ficar no lugar, foi no momento de sua indecisão que o homem em fúria tentava se desvincilhar dos braços de Abrahan.
OFF: PV 14
Teste de resistência: Role apenas 1d6, o resultado para passar no teste, deve ser igual ou menor que o valor da tua resistência.
Teste de força: Role apenas 1d6 + força, para ver se vai continuar a segurar o cara.

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Heilel em Sex Abr 10, 2015 1:03 pm

Era sabido que loucos possuíam uma força incomum, Abrahan lutava para manter preso o homem que incançavelmente não parava de se debater em seus braços, ao tempo em que fugia de sua mandíbula "faminta", sua estratégia de apenas deixá-lo desacordado não parecia estar dando certo até o momento, então lembrando-se que era um foragido e tinha de sair logo dali para não se meter em complicações com a polícia, o ex-tenente passa a tentar quebrar o pescoço do doente mental em uma potente chave de cabeça. Não sentiria remorso em matar alguém tão perigoso à sociedade.

_________________
Chega um tempo em que a operação da máquina torna-se tão odiosa, faz tão mal ao coração, que você não pode fazer parte disso. É impossível pensar em fazer parte disso. Então, é preciso jogar seus corpos contra as engrenagens, contra os mecanismos, contra as manivelas, contra todo o aparato. E é preciso fazê-lo parar.
Mario Savio

avatar
Heilel
Moderador
Moderador

Mensagens : 501
Data de inscrição : 08/03/2015
Idade : 22
Localização : Dentro de você.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Bastet em Qui Abr 16, 2015 6:52 am

Abrahan já perdera muito tempo tentando conter o individuo, sua ultima alternativa foi matar o mesmo e assim ele o fez quebrava seu pescoço de forma fria obtendo um resultado satisfatório no infeliz parava de se debater,  já temendo que a policia chegasse no local e o reconhecesse ele teria que ir embora o mais rápido possível quando pensou em sair, do banheiro saia a outra vitima do maluco que ele acabou de abater.

O Segundo morto saia mancando do banheiro, na porta do bar já estava duas pessoas bem armados vestiam um uniforme negro de combate tático via-se em seu braço direito o logo da Umbrella, chegaram ali assim que interceptaram o pedido de ajuda do atendente do bar, estavam efetuando a limpeza no local, a tal epidemia que muitos não sabiam estar acorrendo se alastrava rápido demais e o grupo assim como outros igual a eles estavam espalhados pela cidade deveriam conter a todo custo o vírus. Um dos indivíduos já disparava contra a criatura a despedaçando resultado de vários tiros com uma arma potente, logo que terminou pelo radio conseguiam permissão para limpar o lugar, Abrahan sabia muito bem o que aquilo queria dizer, teria ele agora alguns lugares no bar para se proteger da limpeza e enfrentar uma nova ameaça a noite estava complicando cada vez mais para o ex- militar.

OFF: Teu nível já dá para apertar um pouco, não chora...

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Heilel em Sab Abr 18, 2015 4:29 pm

- Eu tô limpo! Eu tô limpo, droga! - Abrahan ergueu as mãos ao alto, mostrando que não havia qualquer traço de hostilidade nele, por algum motivo pessoas estavam enlouquecendo, mas este não era o caso dele.

"Ah, merda, aquele filho da puta me arranhou..", se aquela doença era contagiosa da forma que parecia ser, talvez ele já estivesse infectado, lembrou-se.

Abrahan foi recuando alguns passos para perto do balcão, com as mãos ainda levantadas, se jogaria sobre ele e buscaria cobertura do outro lado caso pretendessem executá-lo.
avatar
Heilel
Moderador
Moderador

Mensagens : 501
Data de inscrição : 08/03/2015
Idade : 22
Localização : Dentro de você.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Bastet em Dom Abr 19, 2015 8:59 am

Ao termino da ordem dada pelo radio, ambos começaram a examinar as pessoas matando uma por uma sem piedade. Da dupla a mulher ficava parada observando as ações de seu parceiro, em uma observação mais atenta veria que ela estava nervosa com alguma coisa, já seu companheiro apenas examinava e eliminava as pessoas e seguiu-se assim, até o senhor Abrahan começar a tagarelar chamando toda atenção do lugar sobre si.

O soldado da Umbrella nem deu satisfação levantou-se de onde estava e foi examinar o ex-militar, se ele tivesse ferido ou não morreria ali junto aos demais, afinal era uma ordem de limpeza, a sua parceira ficou a distancia cuidava a movimentação no bar, já o seu parceiro ironicamente começava a ver se Abrahan não estava machucado com um sorriso ainda o falava tirando sua pistola do coldre em sua perna -É amigo eu não ligo se tu estejas "contaminado"... vamos acabar com isso logo, apenas ponha suas mãos em cima do balcão... O soldado o mataria ali sem muita frescura ele gostava muito do seu trabalho, gostava de matar as pessoas e assim faria o mesmo no bar, mataria todos gostava de escutar os lamentos das pessoas e gritos de desespero pedindo para não serem mortas, sua parceira sabia disso e não gostava muito da atitude de seu companheiro.

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Heilel em Qua Abr 22, 2015 8:07 pm

Matar inocentes assim só poderia significar que estavam tentando jogar a própria sujeira para debaixo do tapete, eles possuíam aval do governo para estar fazendo aquilo? Ou para sequer estar ali, fazendo o serviço de policiais? Abrahan não reconhecia a farda que vestiam.

- O meu camarada, não ponha a mão na minha bunda não. - Queixou-se Abrahan enquanto era apalpado e revistado, sabia que seria executado em seguida, sua mente trabalhava a mil buscando uma saída para aquele dilema. Mesmo que conseguisse desarmar o imbecil, a belezinha da sua companheira meteria bala nele. Sendo assim, só havia uma coisa que poderia tentar...

Abrahan aguardou o momento oportuno, olhava para trás a todo momento, e quando seu algoz retirou a arma do coldre, agiu. Virou-se bruscamente e atirou-se sobre o agente da umbrella, tentando agarrar-lhe a mão da pistola e afastar sua mira, não duvidou que levaria um tiro, mas agora era tarde para voltar atrás. Tinha de tentar tomar sua arma e fazê-lo de escudo humano. Um movimento previsível de um homem desesperado, é, ele estava ficando velho para aquela vida...

_________________
Chega um tempo em que a operação da máquina torna-se tão odiosa, faz tão mal ao coração, que você não pode fazer parte disso. É impossível pensar em fazer parte disso. Então, é preciso jogar seus corpos contra as engrenagens, contra os mecanismos, contra as manivelas, contra todo o aparato. E é preciso fazê-lo parar.
Mario Savio

avatar
Heilel
Moderador
Moderador

Mensagens : 501
Data de inscrição : 08/03/2015
Idade : 22
Localização : Dentro de você.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Bastet em Qui Abr 23, 2015 6:47 am

Abrahan já sabia o que o esperava, vendo a atitude do mercenário em relação as pessoas que restaram no bar, ele mesmo ainda largou uma piadinha no momento em que foi revistado estava ciente do que tinha de fazer, quando viu o homem a pegar sua arma para mata-lo não pensou duas vezes tentou desarma-lo e imobiliza-lo, na luta que se sucedeu logo em seguida, a mulher nada fez ficou parada a porta só observando, Abrahan caia ao chão junto com o mercenário, o mesmo não tinha noção que estava a lutar contra um ex-militar que um dia foi treinado para tal ação, em meio a essa pequena baderna dentro do bar os dois não perceberam o momento em que um carro atravessava os vidros da loja, a companheira do mercenário por instinto se jogava ao chão se afastando do perigo caia sobre as mesas e boa parte das cadeiras caia sobre ela a deixando desnorteada com o impacto por alguns segundos.

Seu companheiro somente teve tempo de escutar o estouro do veiculo adentrando a loja, E com um movimento rápido se desvencilhava de Abrahan para se proteger do impacto do carro mesmo assim foi acertado de raspão sendo arremessado de encontro a porta do banheiro masculino. Já Abrahan desviava por pouco do veiculo parando ao lado em que a mulher estava ficando em uma posição contraria de seu agressor meio tonto a porta do banheiro, em seus pés Abraham via a pistola do mercenário, teria que tira-la dentre os destroços do lugar. Do veiculo saia um individuo com os mesmos sintomas do senhor que Abrahan matou no bar o "Zumbi" caminhava lentamente em direção ao Ex-Militar.

OFF: O jogo começa a partir de agora, vou te dar mais detalhes do ambiente assim como onde conseguir os itens.

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Heilel em Sab Abr 25, 2015 10:08 pm

Abrahan tossiu com o pó resultante do acidente, viu que um "doente" saiu de dentro do carro que invadiu o bar e sabia que teria de matá-lo ou seria morto por ele... Não, pro inferno isso, era muito mais fácil cair fora dali, nem perdeu tempo tentando pegar a pistola, simplesmente deu um "baile" no zumbi e correu para a saída.

Aquele cara... O tal que havia executado todas aquelas pessoas inocentes, era duro ter de virar as costas e deixá-lo vivo ali, talvez ele sobrevivesse e passasse impune, mas se a situação na cidade estava tão má quanto parecia estar, o mais provável era que ele não durasse muito. Ah, que se dane, não era mais problema dele.

Abrahan só queria ir para casa, enquanto essa epidemia durasse, o mais sensato seria estocar mantimentos e ficar de tocaia, ele tinha um belo rifle de precisão e da janela do seu prédio uma boa vista da rua. Talvez estivesse sendo precipitado ao planejar tudo aquilo, mas seu instinto lhe dizia que não.

_________________
Chega um tempo em que a operação da máquina torna-se tão odiosa, faz tão mal ao coração, que você não pode fazer parte disso. É impossível pensar em fazer parte disso. Então, é preciso jogar seus corpos contra as engrenagens, contra os mecanismos, contra as manivelas, contra todo o aparato. E é preciso fazê-lo parar.
Mario Savio

avatar
Heilel
Moderador
Moderador

Mensagens : 501
Data de inscrição : 08/03/2015
Idade : 22
Localização : Dentro de você.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Bastet em Sab Maio 02, 2015 5:44 pm

_Capitulo 1. Uma vida nova...


____________________________________________________________________________
(Bar Jack)
Abrahan aproveitou-se da distração do acidente e correu para a nova saída aberta pelo carro, o mercenário no qual estava tentando mata-lo se encontrava um pouco tonto em seu canto, sua parceira nada fez apenas deu um fim no homem que saia do carro, já do lado de fora Abrahan via o caos inicial do qual os mercenários tentavam conter.

O local onde o ex-militar se escondia ficava a uns quatro quarterões do bar chegaria fácil em seu apartamento, claro se não fosse um pequeno detalhe a rua estava tomada por carros parados e algumas pessoas já correndo o desespero era visível no rosto de muitos, algo estava acontecendo não somente do lado de onde ficava o apartamento do ex-militar como também do lado oposto, literalmente já estava ficando difícil escolher para onde fugir, Abrahan poderia ter pensado em meio a tudo aquilo que pegar a arma do mercenário ao chão dentro do bar deveria de ser uma boa opção naquele momento.
CODED BY: IG de SA

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Heilel em Qua Maio 06, 2015 2:44 pm

Abrahan correu entre os automóveis, ainda na direção do seu cafofo, se as coisas estavam indo para o inferno então ele precisava de seu rifle. Empurrou e afastou as pessoas que impediam a sua passagem, como havia aprendido jogando Assassin's Creed, e até mesmo saltou sobre os carros nos trechos em que a rua era intransponível.

_________________
Chega um tempo em que a operação da máquina torna-se tão odiosa, faz tão mal ao coração, que você não pode fazer parte disso. É impossível pensar em fazer parte disso. Então, é preciso jogar seus corpos contra as engrenagens, contra os mecanismos, contra as manivelas, contra todo o aparato. E é preciso fazê-lo parar.
Mario Savio

avatar
Heilel
Moderador
Moderador

Mensagens : 501
Data de inscrição : 08/03/2015
Idade : 22
Localização : Dentro de você.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Bastet em Qui Maio 07, 2015 11:31 am

Abrahan não pensou duas vezes apenas correu por entre os carros desviava das pessoas que viam de encontro a ele sem perceber ele era o único que se deslocava no sentido contrario das demais pessoas. Abrahan foi barrado em seu caminho por um infectado percebia-se que havia algo de errado com aquelas pessoas pois boa parte de suas roupas alem de estarem sujas de sangue ele tinha ferimentos expostos, ao longe por ironia seu prédio encontrava-se inicialmente tomado pelas chamas assim como os demais prédios ao seu redor que já estavam tomados pela distrição, ele poderia chegar ao seu apartamento correndo pela calçada onde havia alguns infectados, já que a rua estava tomada por carros e zumbis seria mais difícil passar por tudo aquilo, se conseguisse chegar ao seu apartamento quem sabe não conseguiria apenas pegar a sua arma.

Off: Prepare-se para lutar.

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Heilel em Ter Maio 19, 2015 3:58 pm

Abrahan continua correndo e evitando os infectados. Eles felizmente eram lentos, e ele não estava disposto a lutar. Quando algum conseguia se aproximar demais, o ex-militar simplesmente respondia com um empurrão, afastando o doente para longe.

_________________
Chega um tempo em que a operação da máquina torna-se tão odiosa, faz tão mal ao coração, que você não pode fazer parte disso. É impossível pensar em fazer parte disso. Então, é preciso jogar seus corpos contra as engrenagens, contra os mecanismos, contra as manivelas, contra todo o aparato. E é preciso fazê-lo parar.
Mario Savio

avatar
Heilel
Moderador
Moderador

Mensagens : 501
Data de inscrição : 08/03/2015
Idade : 22
Localização : Dentro de você.

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Bastet em Sab Maio 30, 2015 1:12 pm

Abrahan seguia com sua correria, desviava de alguns infectados lerdos, já perto de seu apartamento em chamas ele se vê cercado pelos zumbis mais a frente ele já escutava tiros e gritos pelas ruas, a sua frente encontrava-se apenas dois infectados novamente ele tentou usar de seus empurrões para afastar os zumbis só que desta vez não funcionou, o primeiro deles tentou agarrar seu braço, já o outro veio em sua direção já tentando morde-lo.

Off:
Teste iniciativa contra os dois zumbis.
Teste de força contra o zumbi que vai te agarrar.

Bastet
Narrador
Narrador

Mensagens : 701
Data de inscrição : 08/03/2015

Voltar ao Topo Ir em baixo

Re: Prologo [Abrahan Smith]

Mensagem por Conteúdo patrocinado


Conteúdo patrocinado


Voltar ao Topo Ir em baixo

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo

- Tópicos similares

 
Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum